Advertisements
Blog do Paulinho

Caso Renan não é isolado nos bastidores do Bragantino

No início da manhã de ontem, o jogador Renan, vinculado ao Palmeiras, mas emprestado ao Bragantino, de maneira irresponsável, dirigiu um veículo sem estar habilitado, tudo indica, alcoolizado, e destruiu duas vidas – sem contar as consequências familiares.

A do motociclista que matou ao invadir a contramão de uma rodovia, e a dele próprio, que, após a prisão, dificilmente retornará ao futebol.

Palmeiras e Braga acenam, desde já, com o rompimento do contrato.

Ambos, porém, deveriam observar também o aparente descaso com que os atletas mais jovens estão sendo administrados em seus bastidores.

Não deve ser à toa que boa parte dos jogadores do Palmeiras, frequentemente, são flagrados embriagados em ambientes nada salutares.

No Bragantino, soubemos, as fugas da concentração seriam habituais.

Facilitadas, inclusive, por funcionários da agremiação.

Motoristas de aplicativos batem ponto no local e sabem, inclusive, quais são os pontos de fuga.

Sob anonimato, conversamos com um deles:

“Tempos atrás, recebi a ligação de um jovem jogador do Bragantino para buscá-lo na Fazenda Filomena”

“Ele me pediu para pegá-lo à 100 m da portaria”

“O jogador já havia pulado a cerca e aguardava, escondido”

“Depois disso, passei a buscar várias vezes a molecada”

“Eles saem escondidos e pedem para que eu os busque, novamente, e os tragam de volta, quase sempre perto das 03h ou 4h”

O Bragantino precisa investigar as transgressões, que acabam por colocar o clube, com fama de bem administrado, junto aos outros na incapacidade de cuidar, como deveria, dos adolescentes que lhe são confiados.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: