Advertisements

Onde esta o dinheiro da Amazonia?

Humor Político on Twitter: "por Tjeerd Royaards (Holanda) #humor #charge  #cartoon #Bolsonaro #meioambiente… "

Por CHARLES ARTHUR

O jornal O Estado de S. Paulo publicou excelente matéria sob o título ‘O Brasil tem reais 2,9 Bilhões parados, mas pedirá mais dinheiro contra desmatamento’ (22/4, pag. A-12).

Segundo o respeitável jornal, trata-se do ‘montante doado pela Noruega e Alemanha, no âmbito do programa Fundo Amazônico, que há mais de dois anos está parado em uma conta bancária do Governo Federal’.

Recomendamos a leitura daquela publicação, que desacredita o Ministério do Meio Ambiente e a Presidência da República.

Agora, na abertura da Cúpula do Clima, em verdadeira chantagem e arrogância do presidente da república, esse discursou exigindo mais ajuda internacional, embora ninguém acredite que não manterá desmatamento, queimadas, poluição, extração ilegal de minérios, ouro e madeiras de lei.

Não bastassem esses aspectos escandalosos e possivelmente criminosos, uma inquestionável e inadiável indagação, para não dizer investigação, se faz absolutamente necessária, até para comprovar a honestidade e ausência de dolo do Governo Federal.

A nação não pode condenar previamente, mas tem pleno direito de ser informada, até para aprender.

Ora, está-se vendo que os reais 2,9 Bilhões estão ‘parados’ em uma conta do Governo federal. O Ministro do Meio-Ambiente deu uma explicação, ouvido pela reportagem do Estadão, transferindo a culpa para a Noruega. ‘A priori’, não se pode formar juízo. Pode ser que tenha razão, mas como faz parte de um Governo cuja defesa é sempre jogar a culpa nos outros, é preciso esclarecer quem é o responsável pelo não emprego do dinheiro doado para o bem, atual e futuro, do Brasil e da humanidade.

Como não entendemos quase nada da complicada matéria de finanças públicas temos que pedir, amparados pelo direito a informação, explicações aos mais doutos e responsáveis. Ou irresponsáveis.

Pois bem, o Governo Federal, pela presidência, pelo Ministério do Meio-Ambiente e pelo Ministério da Economia, tem que prestar consistente informação sobre aquele dinheiro: se ele existe realmente em conta, se está realmente disponível imediatamente, ou se os recursos foram aplicados em outras finalidades, caso em que aquele valor seria meramente escritural, contábil, não existindo fisicamente para uso imediato. É ‘cash’ ou não é?

Nesse caso, se for (e é!) preciso aplicar de imediato esses recursos, teriam que vir de alguma transferência contábil e física desesperadora? Ou o Governo teria que usar as novas notas de reais 200 saídas quentinhas do forno? O que só irá complicar a situação.

São indagações que os menos conhecedores têm o direito de fazer.

Se o dinheiro existe para disponibilidade imediata, a paralisação sem aplicação nos fins a que se destinava, já constituiria improbidade administrativa de vários agentes públicos. Se não existe, a situação é bem mais grave. A nação aguarda pronunciamento dos Ministérios do Meio-Ambiente, da Economia e do Egrégio Tribunal de contas da União – que tem que fazer uma urgente auditoria -, e talvez do Ministério Público Federal e até mesmo do Governo da Noruega.

Certamente não teremos novos recursos internacionais se não for honestamente esclarecida a não aplicação do montante anterior, ou a incompetência para utilizá-los devidamente em benefício de toda a humanidade.

Fazemos votos de que tudo esteja plenamente regular e que os recursos já possam ser aplicados a partir de amanhã, para início do cumprimento das promessas do senhor presidente da república na abertura da Cúpula do Clima.

Seria uma excelente atitude para assombrar a plateia internacional.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: