Advertisements

Palmeiras é condenado a pagar calote de quase R$ 500 mil na FAAP

Em 2018, a Federação das Associações de Atletas Profissionais ingressou com ação de cobrança contra o Palmeiras, por conta de calote em contribuição sindical obrigatória.

A cada transação de jogadores, os clubes precisam repassar 0,8% à FAAP.

Esse tipo de ação é frequente e a Federação, somente assim, tem conseguido receber os valores devidos.

O calote, que deveria ser exceção, é regra para a cartolagem.

No caso deste processo específico, o Palmeiras foi condenado a pagar R$ 487.520,00 referentes às negociações de Roger Guedes, para o Shandong Luneng, e João Pedro, para o Porto, além de custas processuais que aproximam-se de R$ 50 mil.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: