Advertisements

Perícia Judicial comprova movimentações milionárias, sem contrapartida fiscal, nas contas de filho de Andres Sanches

Lucas Sanchez e Andres Sanches

O perito judicial Silvio Lopes de Almeida, designado pela 10ª Vara Civil de São Paulo para atuar em ação promovida por Camila Scatamacchia dos Santos contra Lucas Gomes Navarro Sanchez, filho do ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, que estaria, segundo informações, servindo de preposto para os negócios do pai, encontrou, em análise preliminar, movimentações milionárias, suspeitas, incompatíveis com as contrapartidas fiscais apresentadas.

Selecionamos alguns trechos:

“Cabe à perícia informar que, após detida análise de tudo quanto foi apresentado, constatou-se que os registros contábeis de ambas as empresas objeto da investigação pericial – “LAR” e “LET´S PIPA”, apresentam lacunas informativas significativas, denotam uma série de movimentações e registros que tecnicamente não se sustentam sob as rubricas em que foram lançados e que há um flagrante descompasso entre as movimentações detectadas nos extratos bancários e os registros e saldos nas disponibilidades informadas nas contabilidades”

“Ainda, cumpre relatar, também, que foi constatado pela perícia que:”

  • os Réus retiraram vultosas quantias das duas empresas, ao longo do tempo – apesar de serem eles sócios administradores apenas da “LAR” – e isso nem sempre sob as corretas rubricas que
    indiquem as justificativas de tais movimentos;
  • houve movimentações financeiras de ambas as empresas entre si e que não foram objeto dos competentes e ou corretos registros nos livros contábeis das sociedades; e,
  • houve constantes movimentações de recursos que transitaram entre a “LAR” e os Requeridos, não só dela em favor deles mas, também o contrário, o que indica que os Réus utilizaram suas contas pessoais confundindo seus próprios recursos com os recursos da sociedade e vice-versa.

“Sob o aspecto eminentemente técnico, em princípio, de rigor seria a desclassificação de tais escritas contábeis, dadas as relevantes incongruências detectadas”

“Diante das circunstâncias aqui relatadas, já há convicção técnica da perícia o suficiente para atestar que as “contas prestadas” pelos Requeridos, espelhadas nos demonstrativos de fls. 173/178, não são boas”

Silvio Lopes, para conclusão do trabalho, solicitou à Justiça que intime o filho de Andres Sanches e seus parceiros a enviarem diversos documentos, não apenas da empresa, mas também pessoais, como extratos bancários e Imposto de Renda, para que sejam feitos os cruzamentos de informações.

Lucas Gomes, meses atrás, negou-se a juntá-los, espontaneamente, aos autos, justificando que poderiam ser publicados pelo ‘Blog do Paulinho’, que, segundo ele, perseguia seu pai, solicitando, também, ‘Segredo de Justiça’.

Todos os pedidos foram negados.

Desta vez, ao que parece, não haverá como escapar da prestação de contas e, se elas estiverem, como parecem estar, problemáticas, também de possíveis reprimendas, cíveis ou criminais, inerentes delitos cometidos.

Há quem desconfie que dinheiro ligado ao trabalho de Andres Sanches no Corinthians estaria ‘circulando’ nessas empresas.

Ao menos um repasse, aparentemente indevido, de R$ 17,9 mil à conta de Paulo Molina, auditor financeiro da Arena de Itaquera, foi revelado em investigação do Blog do Paulinho.


Camila Scatamacchia dos Santos

Para entender melhor o caso, leia o resumo de matérias anteriores, logo abaixo:

O Blog do Paulinho revelou, meses atrás, que Lucas Gomes Navarro Sanchez, filho do presidente do Corinthians, Andres Sanches, estava sendo processado por uma ex-sócia que pedia exposição de contas da empresa ‘Lar Entretenimento Ltda’, conhecida como ‘Senses Agency’, que muitos dizem, de fato, pertencer ao ex-parlamentar.

A razão da desconfiança seria a possibilidade de Camila Scatamacchia dos Santos, que comprovou, no papel, possuir 31,7% do empreendimento, estar sendo enganada na prestação de contas de festas de reveillon organizadas pelo grupo no Espirito Santo.

Sanches, segundo a acusação, teria inserido uma empresa denominada ‘Let’s Pipa’ no quadro social, com 15% de participação – além do que já existia em nome do filho, que passou a realizar os negócios, em nome da Sense, sem que pudesse ser fiscalizada pela reclamante.

A Justiça entendeu que Camila tinha razão e condenou Lucas Sanchez a prestar contas, imediatamente, da empresa indicada.

Na tentativa, tudo indica, de enganar não apenas a sócia Camila, mas também a Justiça, Lucas juntou ao processo um balanço, do ano de 2019, constando que o faturamento da empresa com o reveillon teria sido de R$ 191,4 mil, porém com apenas R$ 30,7 mil de lucro.

Foi apresentado, também, o extrato bancário da empresa, de 2014 até os dias atuais, contendo gastos pouco expressivos, a maioria com fornecedores.

Porém, num deles, surgiu um nome conhecido dos bastidores do Corinthians.

No dia 18 de dezembro de 2015, o escritório Molina e Reis Sociedade de Advogados recebeu repasse de R$ 19,7 mil.

Inexiste documentação comprovando a prestação de serviço.

O beneficiário, Paulo Molina, é amigo de infância de Andres Sanches.

Apesar disso, foi contratado pelo Corinthians para auditar as contas do estádio de Itaquera.

Desnecessário explicar o que significa um auditor receber dinheiro, aparentemente ‘por fora’, de empresa registrada em nome do filho de cartola da agremiação auditada.

Inconformada com os números apresentados, a sócia Camila contratou a ‘Leme Auditores Independentes S/S’ que conseguiu, após análise documental, comprovar não apenas que os balanços apresentados por Lucas Sanchez eram irreais, mas encontrou planilhas indicando movimentação, milionária, auferida em apenas três dias, que deixou de ser depositada na conta da empresa.

Segundo os auditores, a renda bruta do reveillon foi de quase R$ 6 milhões.

Precisamente R$ 5.993.642,10, com vendas líquidas de R$ 5,4 milhões.

Ou seja, em tese, Andres Sanches, através do filho, teria lucrado, num final de semana, mais do que o Corinthians mandando jogos, durante um mês, num estádio de Itaquera lotado.

Detalhe: esse valor todo com apenas 7.918 ingressos vendidos.

Desconfiado, no dia 23 de agosto de 2020, após ter ciência de tamanha diferença de contabilidade, o magistrado Alexandre Bucci, da 10º Vara Civil de São Paulo, ordenou nova peritagem, desta vez com profissional destacado pelo judiciário.

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “Perícia Judicial comprova movimentações milionárias, sem contrapartida fiscal, nas contas de filho de Andres Sanches

  1. Pingback: Clã de Andres Sanches é punido e recebe advertência por descumprir determinações judiciais – Blog do Paulinho

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: