Advertisements

TJ-SP nega Mandado de Segurança ao São Paulo e eleições serão periciadas

Em 09 de dezembro, os associados Alberto Carlos Ferreira, Carlos Norberto Canata, Clovis Gomes Botelho, Roberto Perruci e Eduardo Minc protocolaram ação contra o São Paulo e também o Presidente da Comissão Eleitoral do Clube, solicitando recontagem de votos das eleições do Conselho Deliberativo.

Há fortes suspeitas de fraude.

Para fundamentar o pedido, comprovaram que o número de votantes e o de votos apurados continham graves distorções, indicando ainda indícios de compra de votos pelo grupo apoiador do candidato a presidente Julio Cesar Casares.

Antes tentaram a recontagem pelo procedimento interno, mas o São Paulo negou-se a fazê-la.

O resultado ‘oficial’ da votação apontou 74 a 26 à favor dos apoiadores de Casares.

Após verificar as provas, a juíza Mônica Lima Pereira, da 3ª Vara Cível do Butantã, concedeu a Liminar, obrigando o São Paulo a guardar as cédulas e equipamentos utilizados nas eleições, que serão periciados, ou seja, recontados, pelo perito Raul Spiguel, já designado pelo Tribunal.

Na sequência, houve eleições para a Diretoria e Julio Cesar Casares tornou-se presidente, contando com os votos dos conselheiros que, em tese, estão sub-judice.

Tentando impedir a perícia, o São Paulo ingressou com Mandado de Segurança, pedindo liminar para que o resultado dos pleitos citados, diretoria e conselho, fossem tratados como definitivos.

A 10ª Câmara de Direito privado negou a solicitação.

No último dia 12, a Juiza Mônica, provocada pelos desembargadores, enviou ofício ao processo justificando a sentença reclamada pelo São Paulo.


Selecionamos os trechos mais relevantes da ação promovida pelos associados do São Paulo:

“Após a divulgação do resultado das eleições por volta das 08:00hs do dia 29/11/2020, verificou-se que, a princípio, houve a presença e votação de 2.494 associados, conforme matéria veiculada no sítio eletrônico do Globo Esporte (GE) – https://globoesporte.globo.com/futebol/times/sao-paulo/noticia/chapa-de-julio-casares-obtem-maioria-em-eleicao-de-conselheiros-do-sao-paulo.ghtml

Ocorre, contudo, que os Autores tiveram conhecimento posteriormente à apuração e divulgação final da votação das eleições de 28/11/2020 publicada pelo SPFC em seu sítio eletrônico oficial em 29/11/2020 (doc. anexo), que, além das 15 interrupções por “problemas do software” em que os votos, um a um, eram lançados manualmente, foi constatado que os votos computados durante a apuração das urnas continham um número de votos e, quando da lista final divulgada com a apuração de todas as urnas, esses mesmos candidatos a conselheiros tiveram um número inferior de votos.

Isso porque os candidatos Renato de Carvalho Rodrigues, Antonio de Oliveira Rego e Moacyr Scardigno Prado Bittencourt Filho, tinham, durante a contagem das 5 primeiras urnas (início da apuração das urnas), 75, 62 e 61 votos, respectivamente, de acordo com registro fotográfico do software oficial do SPFC (docs. anexo).

No entanto, “estranhamente” o resultado final em relação a estes conselheiros totalizou números inferiores ao que já possuíam ainda na apuração da urna 5 (frise-se que o total de urnas apuradas foram 20 com diversas cédulas em cada urna), porquanto os Srs. Renato de Carvalho Rodrigues, Antonio de Oliveira Rego e Moacyr Scardigno Prado Bittencourt Filho, totalizaram, ao término da apuração, 69, 56 e 55 votos, respectivamente, conforme print abaixo (doc. anexo).

Ora Exa., se o sistema eleitoral do SPFC computa voto a voto e adiciona a quantidade de votos recebidos por cada candidato em cada urna apurada, como esses candidatos tiveram, até a apuração da 5ª urna, uma quantidade de votos e, ao final da apuração com mais 15 urnas abertas (3/4 da apuração restante), um número inferior? O ocorrido é oriundo de potencial desvio, fraude, falha ou manipulação na apuração dos votos nas eleições, pois é totalmente injustificável o que ocorreu e certamente deve ter havido diversos outros problemas na apuração das eleições com os Autores e diversos outros candidatos.

Há diversos outros fatos curiosos de diversos conselheiros que chamaram a atenção, haja vista que no início da apuração das urnas tinham um número total, e ao final, acrescentaram pouquíssimos votos em mais de ¾ das urnas abertas posteriormente. Como exemplo disso, o candidato a conselheiro Paulo Roberto Satake, que, na apuração da 5ª urna, o mesmo possuía 89 votos e, no final da apuração totalizou somente 119 votos, ou seja, SOMENTE 30 votos em 15 urnas abertas (com diversas cédulas apuradas) posteriormente o que não é natural nas eleições, o que também gera enorme dúvida da apuração realizada (número 137 da lista abaixo):

Inobstante todo acima exposto, outro fato de ENORME relevância diz respeito à suspeita de potencial “compra”e “coação”de votos pela chapa “Juntos pelo São Paulo”, uma vez que enviaram mensagens no whatsapp para diversos associados informando que “criaram um esquema” para que os associados pudessem votar no dia das eleições, a saber:

“Bom dia!😀Tenho um recadinho pra vc para o dia da votação 28/11”

“Pensando no conforto e bem estar dos nossos eleitores, criamos um esquema para que você possa votar no dia 28/11 (sábado) com muita tranquilidade: Você deve dirigir-se ao Portão 5 (Pizzaria Portão 5), lá vc será recepcionado com um café da manhã e depois te acompanharemos até as urnas”

“Dessa forma você não passará pela boca de urna, sem aglomeração e nem pela muvuca”

“O horário da votação será das 09h00 às 17h00, sugiro que vc chegue no Portão 5 entre 9hs e 11hs da manhã”

“Se você preferir, pode chegar às 8hs para nosso café, estaremos te esperando”

“Você poderá estacionar seu carro direto no Portão 5, caso você não encontre vagas, disponibilizaremos um serviço de Vallet para que seu carro seja levado para outro estacionamento por motoristas contratados e especializados nesse serviço”

“Se você , por algum motivo, tiver dificuldades em ir ao clube nesse dia, você pode nos informar , com até com alguns dias de antecedência, que disponibilizaremos um serviço de rádio táxi para que vc possa dirigir-se ao clube com toda comodidade, basta me informar seu endereço”

“Ah, os 300 primeiros eleitores que chegarem no Portão 5, receberão um brinde lindo preparado com muito carinho pra você”

“Ficarei muito feliz em te recepcionar e te acompanhar nesse processo de mudança do nosso amado Clube.🔴⚪⚫”

Como prova disso, abaixo podemos verificar os prints de postagens na mídia social instagram pelo candidato à Presidência da Diretoria da chapa “Juntos pelo São Paulo”, Sr. Julio Casares:

 

Há, inclusive, um áudio via whatsapp informando a um associado sobre a mensagem supra, ou seja, que terá tudo disponibilizado para poder “comprar” e “forçar” a ida de associado para votar em plena pandemia e, assim, garantir o máximo número de votos para a chapa “Juntos pelo São Paulo”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: