Advertisements

São Paulo luta para evitar perícia grafotécnica em recentes eleições do clube

Em 09 de dezembro, os associados Alberto Carlos Ferreira, Carlos Norberto Canata, Clovis Gomes Botelho, Roberto Perruci e Eduardo Minc protocolaram ação contra o São Paulo e também o Presidente da Comissão Eleitoral do Clube, solicitando recontagem de votos das eleições do Conselho Deliberativo.

Há fortes suspeitas de fraude.

Para fundamentar o pedido, comprovaram que o número de votantes e o de votos apurados continham graves distorções, indicando ainda indícios de compra de votos pelo grupo apoiador do candidato a presidente Julio Cesar Casares.

Antes tentaram a recontagem pelo procedimento interno, mas o São Paulo negou-se a fazê-la.

O resultado ‘oficial’ da votação apontou 74 a 26 à favor dos apoiadores de Casares.

Após verificar as provas, a juíza Mônica Lima Pereira, da 3ª Vara Cível do Butantã, concedeu a Liminar, obrigando o São Paulo a guardar as cédulas e equipamentos utilizados nas eleições, que serão periciados, ou seja, recontados, pelo perito Raul Spiguel, já designado pelo Tribunal.

Na sequência, houve eleições para a Diretoria e Julio Cesar Casares tornou-se presidente, contando com os votos dos conselheiros que, em tese, estão sub-judice.

Tentando impedir a perícia, o São Paulo ingressou com Mandado de Segurança, pedindo liminar para que o resultado dos pleitos citados, diretoria e conselho, fossem tratados como definitivos.

A 10ª Câmara de Direito privado negou a solicitação.

No último dia 12, a Juiza Mônica, provocada pelos desembargadores, enviou ofício ao processo justificando a sentença reclamada pelo São Paulo.

Ainda assim, em clara tentativa de obstar a peritagem, o São Paulo peticionou a contrariedade à realização de exame grafotécnico, demonstrado pelo perito como necessário para que o trabalho seja realizado com resultados inquestionáveis.

Na última segunda-feira (02), a Juíza Luciane Cristina Silva Tavares ordenou a manifestação do perito, que ainda não foi intimado.

Seja qual for o resultado desta ação, impressiona a luta do São Paulo para esconder detalhes de eleições que, por razões óbvias, exigem transparência e publicidade.


Clique no link a seguir para acessar a argumentação, com documentos, dos proponentes da ação judicial contra a diretoria tricolor:

TJ-SP nega Mandado de Segurança ao São Paulo e eleições serão periciadas – Blog do Paulinho

Facebook Comments
Advertisements

Um comentário sobre “São Paulo luta para evitar perícia grafotécnica em recentes eleições do clube

  1. guest

    Mas a votação e apuração dos governantes e legisladores do país não pode ser questionada… taí o exemplo de auditoria, que atualmente é impossível de ser feita no sistema eleitoral brasileiro.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: