Advertisements

Coluna do Fiori

FUTEBOL: POLÍTICA, ARBITRAGEM E VERDADE

Fiori é ex-árbitro da Federação Paulista de Futebol, investigador de Polícia e autor do Livro “A República do Apito” onde relata a verdade sobre os bastidores do futebol paulista e nacional.

http://www.navegareditora.com.brEmail:caminhodasideias@superig.com.br

apito limpo

“Pior que cuspir no prato que comeu é voltar a comer no prato que cuspiu”

Ditado Popular

————————————————-

Acovardamento do presidente indica: Não haverá auditoria no SAFESP

Depois de conversar longamente com o antecessor Arthur Alves Junior no evento ANAF realizado no estado de Pernambuco nos dias 04/05 e 06 deste mês, onde trocaram elogios,

Incluindo

O grotesco esquecimento das gravíssimas acusações alusivo ao uso do cartão bancário SAFESP por Arthur Alves Junior, nas noitadas, jantares e outros comércios;

Confirmando

Que tudo terminaria em saborosa pizza, cujas migalhas sobrariam merecidamente para quem votou ou não na chapa do jurisconsulto, acreditou e acredita nas suas ladainhas, da vice e diretoria.

Sou

Convicto que o apalavrado por cada um dos envolvidos, assim como da maioria dos associados:

Tem a firmeza de uma pedra de gelo.

///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   ///   /// 

Cursos da FPF proporcionam lucros exorbitantes

Recentemente foi publicado edital convocando árbitros formados nas escolas das associações, ligas e federações, incluindo os atuais componentes do quadro da CA-FPF, alusivo ao curso de analista do trabalho das equipes de árbitros.

Inscrição

Referente processo seletivo R$ 100,00

Proporcionando

180 vagas – 06 meses – Total: R$ 1.200,00, podendo ser pago em 06 parcelas de R$ 200,00.

Somente

Com este curso, somado ao valor das inscrições, retirando valor das despesas,

Acredito

Que o cofre da FPF será contemporizado com aproximadamente R$ 200.000,00.

Novo curso de árbitros, processo seletivo para inicio de janeiro 2021

Preenchera 360 vagas – Módulo on-line – 02 turmas de 180 – 10 meses de curso: R$ 6.300,00 cada aluno, podendo ser divididos em parcelas de acordo com cada módulo.

Totalizando

Perto de 2.000,000,00

Subtraindo

Despesas inerentes ao pagamento aula dos professores, luz e outras,

Carreará

Aproximadamente R$ 1.800,000,00 (um Milhão e Oitocentos Mil Reais) ao caixa de entidade máxima do futebol paulista.

———————————————————-

25ª Rodada da Séria A do Brasileirão 2020

Sábado 12/12

Internacional 2 x 1 Botafogo

Árbitro: Caio Max Augusto Vieira (RN)

VAR

Igor Junio Benevenuto de Oliveira (MG)

Item Técnico

Confesso que não assisti este evento, contudo: depois de ouvir que cometera erro grosseiro, decidi ver o teipe da aberração que nenhum principiante cometeria;

Explico

Após sinalizar falta próxima da área defensiva favorável à equipe botafoguense,

Demonstrando

Descaso, de costas para a cobrança da falta, não viu que Kevin retrocedeu a redonda para o seu goleiro;

Esperto

Yuri Alberto atacante da equipe colorada mandou à redonda profundo da rede;

Atrapalhado

Caio Max Augusto Vieira boto-branco meia boca anulou o gol,

VAR

Avisou, foi até o monitor, demorou trezentos minutos, voltou ao campo determinado: gol legal.

Conclusão

Incompetência do presidente e integrantes da CA-CBF, somada ao basal dirigente do VAR.

Domingo 13/12

Flamengo 4 x 1 Santos

Árbitro: Paulo Roberto Alves Junior (PR)

VAR

Adriano Milczvski (PR)

Item Técnico

Pouco exigido, mesmo assim pra não passar batido: cometeu alguns deslizes.

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para flamenguista e 02 para santistas

Corinthians 1 x 0 São Paulo

Árbitro: Raphael Claus (FIFA-SP)

VAR

Jean Pierre Goncalves Lima (RS)

Item Técnico

Sem novidade

Item Disciplinar

Cartão Amarelo: 01 para defensor são-paulino

Contudo

Agindo no repugnante politicamente correto, conversando e muito explicando, deixou a lei do jogo de lado, evitando advertências com cartão amarelo.

———————————————————

Política

Boçalidade contagiosa

Mais que o vírus, é o comportamento indigno do presidente que se alastra

As pesquisas divulgadas no fim de semana pelo Datafolha pintam um cenário tão desanimador quanto a nossa absoluta ausência de estratégia para uma campanha de vacinação eficaz contra o novo coronavírus: elas mostram que boa parte da sociedade brasileira foi inoculada pela boçalidade de Jair Bolsonaro, e que ela se alastra por terrenos perigosos e dá a esse presidente, o pior da República, uma resiliência inacreditável num cenário de mortes e crise econômica.

O presidente, com seu comportamento indigno da cadeira que ocupa, voltou a dizer nesta terça-feira que não se vacinará contra o novo coronavírus.

Como tantas vezes tem feito nos últimos dois anos, novamente se comportou como um inconsequente, ao promover aglomerações na Ceagesp e instar uma criança a tirar a máscara para ser compreendida, e mostrou o ridículo de que é feito ao se enfurnar no meio da bandinha da Polícia Militar do Estado de São Paulo, numa pose ridícula de prefeito de Sucupira.

Esse tipo de postura se impregnou em setores da sociedade de forma mais deletéria do que poderíamos imaginar antes da pandemia. No Brasil, movimentos antivacina nunca tiveram grande aderência, mas com Bolsonaro até isso vai sendo corroído.

A pesquisa Datafolha mostra que são 22% os que dizem que não pretendem se vacinar. Eram 9% em agosto! Entre os que dizem confiar em Bolsonaro, esse índice vai a 33%. E os que dizem que não aceitariam se vacinar com imunizante chinês são 47%.

É impressionante a adesão de uma parcela imensa dos brasileiros à desinformação absoluta em relação às vacinas, praticada de forma deliberada e estudada pelo presidente e por seus asseclas.

Isso no momento em que o País já vive uma segunda onda de contágio pelo SarsCov2 e não tem perspectiva de receber vacinas que não sejam a Coronavac, produzida pelo Butantã, pelo fato de Bolsonaro e seu ministro da Saúde, o inepto general Eduardo Pazuello, não terem feito seu trabalho.

Combinado com os outros dados da pesquisa, que mostram aprovação de 37% dos brasileiros a Bolsonaro e que 44% livram o presidente de culpa pela má condução do combate à pandemia, temos um cenário desolador em que vamos ficar no fim da fila da vacina sem que a população exija de forma altiva o seu direito a ser vacinada para que o País comece a superar a maior epidemia que o atingiu desde 1918!

Trata-se de uma corrosão muito rápida e profunda dos valores que guiam a vida em sociedade — entre os quais a constatação, que deveria ser óbvia, de que a vacinação é um direito, sim, mas também um dever de um indivíduo em relação à coletividade e à saúde pública.

A completa falta de preocupação de Bolsonaro com as mais de 181 mil mortes de brasileiros e sua incapacidade de recomendar àqueles que governa qualquer conduta que não seja individualista, egoísta e baseada numa visão estreita e mesquinha de mundo vão moldando o pensamento de uma parcela do povo brasileiro à imagem e semelhança do capitão. E sua imagem é a de alguém que banaliza a vida.

Diante de tal estado de apatia combinada com cinismo cabe como último recurso contar com o funcionamento ainda que precário das instituições. Hoje o Supremo Tribunal Federal terá a chance de colocar nos trilhos o Plano Nacional de Imunização indigente divulgado pelo general Pazuello, e estabelecer regras para que sim, a vacinação (quando houver vacina) seja obrigatória para matrícula e frequência em escolas, viagens de avião, inscrição em concursos, frequência em academias de ginástica etc.

Porque só esperar o bom senso dos brasileiros, como mostram as pesquisas e as cenas de aglomeração em várias cidades e as promovidas pelo presidente, não será suficiente.

Jornalista Vera Magalhães – Publicado no Estadão do dia 16/12/2020

——————————————————-

Finalizando

“Os velhacos têm por admiradores todos os tolos, cujo número é infinito”

Marquês de Maricá: foi um escritor, filósofo e político brasileiro.

——————————————————

Chega de Corruptos e Corruptores

Se liga São Paulo

Acorda Brasil

SP- 19/12/2020

Confira abaixo o programa “COLUNA DO FIORI”, desta semana.

Nele, o ex-árbitro comenta assuntos, por vezes, distintos do que são colocados nesta versão escrita:

*A coluna é também publicada na pagina http://esporteformigoni.blogspot.com

*Não serão liberados comentários na Coluna do Fiori devido a ataques gratuitos e pessoais de gente que se sente incomodada com as verdades colocadas pelo colunista, e sequer possuem coragem de se identificar, embora saibamos bem a quais grupos representam.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: