Santos se acerta com Eduardo Uram, agente do treinador Cuca

No dia 31 de julho de 2018, o Santos aceitou pagar R$ 595 mil de comissão ao agente Eduardo Uram pela suposta intermediação da contratação do treinador Cuca pelo clube, proporcionais ao tempo de duração do acordo.

Seriam 17 parcelas de R$ 35 mil.

Em caso de atraso, a multa acertada foi de 10%.

Apenas as duas primeiras foram quitadas.

Cuca e Santos rescindiram o contrato, de maneira antecipada, no dia 15 de dezembro de 2018, com o treinador aceitando receber R$ 328.651,80 a título de indenização.

Para Uram, segundo o acordo, ficaram pendentes as parcelas até a data em que o treinador, efetivamente, deixou o clube.

Por conta disso, em 17 de junho, o agente ingressou na Justiça contra o Peixe, cobrando atualizados R$ 122.579,87, acrescidos de custas processuais.

No dia 23 de junho, o clube foi citado para pagar a quantia, mas se manteve inerte.

Porém, em 07 de agosto de 2020, surpreendentemente, Cuca retornou ao Santos, apesar da pendência processual do Peixe com seu agente.

Somente no último dia 15 de outubro, sob nova direção, o clube de Vila Belmiro depositou R$ 41,7 mil à Uram, correspondente a 30% da dívida com juros e demais correções, faltando agora quitar os R$ 94,3 mil restantes em seis parcelas de R$ 15,7 mil.


Eduardo Uram

Contrato de intermediação da contratação de Cuca pelo Santos, em 2018


Rescisão de Cuca com o Santos (dezembro de 2018)


Acerto judicial entre o Santos e o agente Eduardo Uram

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.