Advertisements

O prêmio de Paulo Autuori

Das raras personalidades que não estão envolvidas com o lamaçal dos bastidores do futebol, o treinador Paulo Autuori, do Botafogo, detonou a FERJ pela irresponsabilidade do reinício do Carioquinha em meio à pandemia de Covid-19:

“É algo que nunca aconteceu no mundo do futebol, de ficar três meses sem atividade. Essas atividades online são importantes para criar o mínimo de adaptação, mas completamente diferentes porque não têm a especificidade do jogo. Temos visto muitas lesões nos jogos dos campeonatos que já regressaram a quantidade de lesões, e certamente essa será uma época que isso acontecerá”

“Especialmente na falta de sensibilidade, de bom senso e digo até de conhecimento da Federação do Estado do Rio de Janeiro ao não se preocupar em salvaguardar a integridade física dos jogadores, não só em relação ao vírus, mas especialmente em botá-los em atividade para jogos com um tempo absurdo. Fico muito preocupado com essa situação”

Incomodados, os ditadores da Federação suspenderam-no por 15 dias.

Corajoso, Autuori seguiu criticando:

“Sem surpresa. Apenas corrobora aquilo que eu pude falar. Dei voz ao que muita gente gostaria de falar e por questões óbvias não falam. Não tenho nenhuma dificuldade de ser suspenso por apenas expressei as minhas opiniões. Se olhar para o mundo e o próprio Brasil em relação ao futebol, fico perfeitamente tranquilo”

“A coisa mais linda do mundo é a liberdade de expressão. Muita gente sofreu por ter expressado sua opinião no passado. E a gente tem que lutar para que isso nunca mais ocorra”

O Botafogo/RJ comunicou que recorrerá da decisão, mas Autuori pediu para o clube não fazê-lo:

“Vou pedir para o Botafogo não recorrer. Prefiro me sacrificar do que prejudicar o clube, a instituição. Já manifestei isso para o presidente. Mas, nunca vou deixar de expressar aquilo que eu penso. Até porque tenho parâmetros para isso, vivi em outros lugares”

Até o momento, os demais treinadores de futebol, defendidos, indiretamente, por Autuori, permanecem, convenientemente, calados.

Fossem unidos e entendessem a necessidade de combater os que colocam em risco a saúde de todos e ainda intimidam, covardemente, os que se opõem ao descalabro, deveriam, como proposto no Blog do Juca Kfouri, cruzar os braços pelo mesmo período da punição, que, em verdade, trata-se de atestado de honradez e idoneidade que Autuori deveria pendurar em local nobre de sua residência.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: