Advertisements

Jô segue dando lucro à cartolagem do Corinthians

Ao recontratar o jogador Jô, pela enésima vez, o Corinthians, mais do que na parte esportiva, pensou no favorecimento dos agentes que, há anos, associaram-se ao presidente.

Kia Joorabchian é o empresário envolvido no negócio.

Somente dessa maneira um clube com situação financeira caótica, em meio a uma pandemia, aceitaria firmar contrato de três anos com um atleta de 33, pagando-lhe o teto salarial da agremiação.

Jô receberá, até dezembro (curiosamente o término da gestão Andres Sanches), R$ 350 mil mensais.

Depois, o salário será ampliado à R$ 550 mil, com o pepino jogado nas mãos dos novos dirigentes.

Não se trata aqui de discutir se o atacante merece ou não o vencimento, mas de constatar a incapacidade do Corinthians honrar com o compromisso, sem possibilidade alguma, como ocorreu das outras vezes, de negociar o atleta que, aos 36 anos, estará fora do foco de qualquer mercado relevante.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: