Advertisements
Anúncios

Bolsonaro promove a política da presepada

Da FOLHA

Por VINICIUS MOTA

Atos ridículos e insultos vicejam com testosterona de mais e capacidade de menos

O que acontece quando chega ao governo federal um conjunto de ressentidos que passou a vida gramando para tirar uma nota C na prova, achava que bons modos eram coisa de pessoas frescas e sobrevivia das migalhas do poder?

Acontece o governo Jair Bolsonaro.

A insciência passa a ser vendida como virtude, e o insulto, como método de comunicação. Mas, porque competência não se improvisa, a presepada amiúde vira a resultante do entrechoque entre habilidade de menos e testosterona de mais.

A dicção imperial de Roberto Alvim a interpretar o arauto genocida do 3º Reich, embolado numa maçaroca simbólica, talvez não ache rival na escala de cenas ridículas já originadas na Esplanada dos Ministérios. Mas a distância para outras quixotadas deste governo é apenas de grau.

No Carnaval passado, o presidente veiculou imagens obscenas a pretexto de denunciar o que considera indecência. A escatologia —as alusões a detritos e excrementos— nunca frequentou tanto a expressão de um chefe de Estado brasileiro, o que é tema para psicanalistas.

Grosserias com adversários e profissionais da imprensa se tornaram moeda corrente, cunhada no Palácio do Planalto. Também vem de cima o desapreço pela técnica, pelo estudo, pela argumentação e pelo vernáculo. É apenas consequência um ministro da Educação ignorante do tema, que massacra a língua portuguesa e escoiceia os seus críticos.

Como são mal dotados também de sintaxe institucional, muitos quadros do Executivo apenas dissipam energia governamental. Dão com os burros n`água no Congresso, no Supremo Tribunal Federal e nos demais órgãos de controle. Nem bem se refizeram da trombada de ontem e já se abalam de novo contra o muro.

A estultice resfria o vapor autoritário que lhes sai pelas ventas. A inépcia atenua o efeito da brutalidade e deixa a patetice de subproduto. Mas em quatro anos até camundongo aprende. De pancada em pancada, o bicho começa a acertar os movimentos. Aí é que mora o perigo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

1 comentário em “Bolsonaro promove a política da presepada”

  1. Maquiavel estava certo. O povo gosta de ser pisado. Por isso que apoia o Bolsonaro e os militares.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: