Tiago Luis ganha ação do Santos na Justiça. Indenização será calculada nos próximos dias

tiago luis

Recentemente, o jogador Tiago Luis, atualmente no Chapecoense, ingressou com Ação Trabalhista contra o Santos, alegando fraude nos contratos que assinou, requerendo, por consequencia, ressarcimento de valores não recebidos.

A Justiça entendeu que estava com a razão.

Tiago manteve contratos com o Peixe de julho de 2005 a junho de 2006 (sem registro em carteira), de agosto de 2006 a fevereiro de 2007, prorrogado até fevereiro de 2008, e depois de 2008 até janeiro de 2013.

No último vínculo, porém, o Peixe não realizou a baixa na Carteira Profissional do jogador.

No processo, o jogador alegou, ainda, que o Santos “dissimulava parte dos salários sob o título de direito de imagem; não quitou corretamente os valores decorrentes do direito de arena e não os fez repercutir nas demais verbas contratuais e rescisórias”.

O judiciário deferiu, em parte, as pretensões do atleta, que queria R$ 1,5 milhão, acrescidos de juros e demais correções.

De cara, a justiça trabalhista decidiu pela baixa da CTPS de Tiago, com o consequente levantamento de valores do FGTS, que o Santos teve que correr para depositar.

Na sequencia, deferiu que o Santos terá que apresentar a relação de todas as partidas realizadas pelo jogador desde 2008, em que terá que repassar-lhe 1/14 de 20% dos valores recebidos pelo clube, como direitos de Arena não pagos, além de todos os contratos de transmissão dos campeonatos disputados (que demonstram os valores corretos a serem cobrados), sob pena de multa que pode chegar a R$ 100 mil.

O Santos terá que pagar, também, diferença salarial de R$ 4 mil mensais sob o período de um ano, em 2011, que Tiago jogou emprestado na Ponte Preta “inclusive, com repercussão em ratificação natalina de 2011, férias do período com um terço e FGTS”.

Será cobrada multa referente ao art. 477 da CLT, tomando como base sua maior remuneração, ou seja, R$ 20 mil.

Arbitrou-se a condenação, a principio, o valor de R$ 100 mil, aos quais serão acrescidos as demais condenações referidas, e que devem ser calculadas nos próximos dias, além de R$ 2 mil de custas processuais.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.