Advertisements

Bruno Henrique não jogou dopado

É maldosa qualquer afirmação que trate o jogador Bruno Henrique, do Flamengo, como beneficiado de praticas ilícitas para se dar bem no exercício da profissão.

No caso, acusá-lo de jogar dopado.

São públicos e notórios seus problemas oftalmológicos dos tempos de Santos, que o levaram a consumir a substância Brinzolamida.

A inocência, evidente, levou a Agência Brasileira de Controle de Dopagem a dar o caso por encerrado, em 14 de novembro.

Alguns dos que seguem insinuando o contrário – felizmente, a minoria – são os mesmos que encobriram, por anos, dopados contumazes, alguns até fenomenais, mascarados por ingerência médica criminosa de profissionais ligados a cartolas reconhecidamente marginais.

Lamentavelmente, muitos jornalistas trabalham no sistema ‘pay-per-view’, que, dependendo do tamanho do ‘pacote’, serve para delimitar, ou distorcer, as informações prestadas a seus consumidores finais.

Bruno está entre os que não aderiram aos pagamentos.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: