Advertisements

Pedrinho, o preposto e o ‘papito’

Will Dantas e Andres Sanches

Ontem (04), em rede social, Will Dantas, agente que cuida da carreira de Pedrinho, do Corinthians, pediu a seu assistido para que entregasse o jogo contra o Ceará, objetivando prejudicar o Cruzeiro:

“Ei, Cruzeiro, vou ajudar vocês. Ei, Pedrinho, lembra da final da Copa do Brasil, né? Lembra que muita gente chorou? Lembra que quase fiquei louco de raiva? Lembra que seria o gol mais importante e mais bonito da sua curta carreira? Então, quarta é dia do troco”

Logo depois, em covardia, apagou a postagem.

O Corinthians não deu bola para o sujeito e venceu o Ceará por um a zero, com gol de Gustagol.

É esse tipo de gente que influencia a cabeça das jovens promessas brasileiras.

Dantas não é o único, mas um deles, em meio a uma legião de desqualificados.

Não é a toa que jogadores promissores, vez por outra, se perdem no caminho.

O outro agente, informal, de Pedrinho, o presidente do Corinthians, Andres Sanches, que divide o produto com Kia Jooranchian, através do preposto Giuliano Bertolucci, é tratado por Dantas pela alcunha ‘papito’, o que revela ainda mais sobre a influência recebida pelo atleta.

Fosse um clube sério, o Corinthians proibiria qualquer contato do agente com o clube.

Tivesse autonomia e mínimo discernimento do que é certo ou errado, Pedrinho romperia o vínculo com o sujeito.

Mas como agir dessa maneira com tantos rabos amarrados à mesma cadeira?

Will Dantas, Pedrinho e Giuliano Bertolucci
Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: