Advertisements

Medo de vencer, mas coragem de lucrar

Dunga e Mano Menezes possuem muitas semelhanças.

Acreditam que não perder é o objetivo principal do futebol.

Por seguirem à risca esse pensamento, suas equipes sofrem poucos gols, empatam muito e sofrem demais para vencer uma partida.

Além disso, ambos beneficiam empresários de futebol.

Dunga nas convocações de atletas ligados a amigos, como no caso do empresário Paulo Tonietto.

Mano Menezes ao permitir que jogadores ligados a Carlos Leite tenham boa vida no Corinthians.

O futebol está se cansando dessa gente.

Hoje eles enganam cada vez menos.

Tudo indica, que em um futuro próximo, serão lembrados (se forem) como exemplos a não ser seguidos na profissão.

Será que vale a pena ?

Advertisements

Facebook Comments

17 comentários em “Medo de vencer, mas coragem de lucrar”

  1. Muitos falam que o Muricy também tem medo de perder, mas existe uma grande diferença em relação aos outros dois. O Muricy privilegia a defesa, mas não abre mão do ataque, visto que entra ano sai ano o São Paulo está sempre entre os que mais tem gols pró. O Mano é brincadeira, pois é inadimissível num campeonato xexelento como este a equipe ter 8 empates. Tudo bem que a equipe não é a sétima maravilha do mundo mas o dedo do treinador pesa. Já o Dunga, que reune o que seria o mais seleto grupo de jogadores do mundo não tem o direito de fazer a seleção brasileira jogar como time pequeno e tomar o vareio que tomou do Equador.

  2. Por falar em Mano Menezes, cada vez mais começo a acreditar em notícias que pipocaram em alguns sites e blogs informando que assim que a porcada sair da Libertadores, o Luxemburgo assume o TIMÃO. A impressão que dá é que tem gente desmotivada no grupo, está muito estranho, jogadores de capacidade conhecida não jogando nada, o técnico escalando mal, jogadores que já não são tudo aquilo mal posicionados e substituições piores ainda. Ou a incompetência é muito grande ou tem alguma mudança grande por acontecer.

  3. Dunga e Mano Menezes e facil e simples falar deles, sao dois retranqueiros, eu nunca vi a seleçao e o corinthians com até bons jogadores jogar nessa retranca, eu nao pago nem 2,00 para assistir um jogo dessas duas equipes, é um futebol ridiculo, mal jogado,retranqueiro, o futebolzinho feio,eu prefiro pagar 30,00 e assistir um jogo na varzea!
    abraço

  4. respondendo a Ana: sou torcedor do gremio e lhe digo q sim. ele já era retranqueiro no gremio, jogava pra não perder e depois pensava em, quem sabe, atacar. vide o vareio de bola q o time tomou do boca juniors na libertadores, campanhas medianas nos demais campeonatos parando sempre na falta de gols cronica da equipe… qt a escalar jogadores por motivos excusos, num posso afirmar nada. mas q algumas peças no elenco eram suspeitas eram… marcel, alessandro…

  5. Essa história do Mano abrir mão do Herrera pra optar por Souza é pura balela, Herrera era homem de confiança do Mano na época do Grêmio.
    Quem não quiz Herrera foi Antônio Carlos Zago e Mario Gobbi!

  6. A história do Herrera não está bem esclarecida, mas o fato do Mano insistir com o Souza – qdo o Otacilio Neto e o Lulinha se mostraram mais relevantes pro time até agora ao substituir titulares – me deixa com o pé atrás.

    Pra mim tá claro que precisam se desfazer do Souza e isso só será possível se ele jogar. Se manter essa postura um titulo pode ser jogado na lata do lixo por causa de empresário safado.

  7. Coitado do Mano. Com jogadores(?) como Souza, Saci, Douglas, Túlio, Fabinho, Cristian (elogiado mas é grosso), Boquita… ele não pode fazer nada.
    O elenco é muito ruim!!!!

  8. A única teimosia do Dunga que deu certo foi o goleiro Julio Cesar. E pensar que queriam trocá-lo por um goleiro paulista. Ele teve que calar o Panetone para ganhar o respeito nacional. Hoje é uma das poucas unanimidades da seleçào. Julio Cesar atinge o nível de Marcos na Copa de 2002. Ele é sem dúvida a única coisa boa da seleção. Mas estas teimosias muitas vezes dão com os burros n’água. Lembram-se do número 1 do Parreira e Zagalo? Tentaram, tentaram e tentaram. Até chegar à conclusão que o Raí não tinha condições de ser o propalado número 1. Foi substituido pelo Mazinho. Vê se pode. Teimosia sim, mas burrice não. Dunga insiste com Ronaldinho, como se ele jogasse como um dia jogou no Barcelona. Ronaldinho, hoje, é uma caricatura do que um dia foi. Acorda Dunga. Faça como a dupla Parreira e Zagalo e tenha a coragem de trocá-lo por alguém que queira jogar. Ainda dá tempo. Se PArreira e Zagalo tivessem insistido talvez a história fosse outra.

  9. O Luxemburgo arrumou um concorrente de peso, e olha que o cara era tido como correto. Retranqueiro tem alguns na linha de frente alem dele,
    Dunga e Muricy. So fazem gols contra galinha morta.

  10. Ficaria então mais apropriado s mudasse o nome p (M)ano (N)enezes!

    ow jerico seguinte,
    s eu falar vc vai desmerecer então busque a explicação do Calçade (ESPN) sobre como o esquema tático pé-d-uva/zégaliano arrebentou o futebol do Rei do Morumbi.

    Tergiversar sobre futebol é muito fácil, poucos entendem d tática. Eu ñ entendo, mas tb ñ sou cego!!!

    C/ a entrada do marcador MÁzinho a selecinha parreiriana chegou a jogar c/ 4 volantes pq eu vi o enceradeiraZINHO fazer a msma função do dunga, formando um paredão no meio p dar respiro pros alas e aí o zinho parecia um pião dentro d campo, irritante e nulo!

    ps: s ñ m engano contra a Suécia, o MÁzinho perdeu um gol na pqna área q veio rebatido pela zaga num chute do Romário q o Raí faria d olhos vendados.

    1994; c/ um técnico q ñ fosse inimigo do futebol arte e uma Seleção formada por metade do Palmeiras + metade do SPFC, ganharíamos dando show e prestando uma justa homenagem a SELEÇÃO DE 1982.

  11. Dunga precisa entender que existem jogadores de clube e jogadores de seleção. Tem jogadores que arrebentam em clube. Tem jogadores que arrebentam em seleção. E tem jogadores que arrebentam nas duas. É da vida. Tem jogadores que quando veem craques ao lado não sabe o que fazer com a bola. Dunga foi um perna-de-pau que se sobressaiu porque tem um temperamento forte. Porque jogar ele não jogava nada. Graças aos céus a seleção de 1994 achou o caminho. Futebol feio, pragmático, bola para o Romário e segura Taffarel. Este era o esquema tático. Bem que eles tentaram achar um craque para o meio de campo. Só que só tinha jogador regular. Ridiculos por sinal. Quem teve Falcão no meio de campo teve que se contentar com mazinho e companhia. O banco desta seleção era horrível. E pensar que o Viola teve seu momento de gênio. Coisas da vida. Era uma seleçãozinha ridicula. Se os titulares eram ruins imaginem o banco de reserva. Só tinha perna de pau. Exceto o Romário e os lampejos do Bebeto. O resto. Ai meu Deus. E ainda ganharam a Copa. Fazer o quê?

  12. Impressionante a falta de personalidade de todos os jogadores, que
    compõem esta seleção. Não existe um líder, todos uns panacas, cordeirinhos. Impressionante, como não admitem que não jogaram mal!
    Bando de frouxos!Covardes!

  13. Inclui na sua lista o Celso Roth!
    O cara com mais medo de perder que eu já vi na história… é triste ver esse cara treinando o Grêmio.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: