Advertisements

Andres Sanches deixou Carille sangrar para faturar com a demissão

A decisão de demitir Fábio Carile já havia sido tomada pelo presidente Andres Sanches há duas semanas.

Íntimo de jogadores, sabia do desgaste do treinador com o elenco e passou a divulgá-lo, em vazamento, através de terceiros à imprensa.

Porém, por estratégia política, sabedor que os atletas tramavam derrubar o comandante, Andres Sanches deixou-o sangrando até que a inevitável derrota para o Flamengo acontecesse.

Antes disso, e também depois, em coletiva, o presidente alvinegro fomentou a torcida a acreditar que os únicos culpados eram jogadores e treinador, e que a diretoria agiria com rapidez para corrigir o problema.

O episódio lembra a queda à segunda divisão do Brasileirão, quando Sanches, diante de testemunhas, decidiu não evitar o rebaixamento para que surgisse, logo depois, como ‘Salvador da Pátria’ no acesso da Série B.

Está ai o associado do Timão, Sr. Rolando Wholers, popular Ciborg, que não me deixa mentir.

Voltando ao presente, esperto, Andres falou em dispensar muita gente, abrindo margem às negociatas que são, de fato, a razão de seu interesse em permanecer na direção do Corinthians.

Até mesmo a indevida fama de ter ‘prestigiado’ Tite diante do revés contra o Tolima, quando, em verdade, não o mandou embora por conta da multa contratual (o treinador exigia receber à vista), caiu por terra diante do procedimento de ontem, no afastamento de Carille, que, em entrevista, disse não ver problemas em ser indenizado de maneira parcelada.

O valor: R$ 3,6 milhões, somente de multa.

Sanches deverá cortar também a cabeça de Emerson Sheik, seu sócio em casas noturnas, para preservar a de Duílio do Bingo, sua escolha pessoal para a disputa do cargo à presidência do Timão, em traição a Paulo Garcia (ou talvez em novo acerto), a quem, há tempos, sugeriu apoio.

Enquanto o Corinthians, nesse emaranhado de estratégias, é vitimado esportivamente, na imagem e no dinheiro, a cúpula alvinegra, em meio à tragédia, fatura na política e também comercialmente.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “Andres Sanches deixou Carille sangrar para faturar com a demissão”

  1. Ao que me parece, o Carille também pavimentou bem a saída dele e fez para receber a multa, não teve coragem de pedir demissão… estava claro que ele queria sair.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: