Advertisements
Anúncios

Sete jogadores venderam resultado no time do “Fenômeno”

Ricardo Teixeira, Andres Sanches e Ronaldo “Fenômeno”

A polícia espanhola, através de interceptações telefônicas, já sabe que na última partida do Valaddolid, time do qual Ronaldo “Fenômeno” afirma possuir 51% dos direitos (há quem diga que o ex-jogador possa ser “laranja” de pessoas que não podem aparecer no negócio), a derrota por dois a zero contra o Valência, que conquistou a vaga na Champions com o êxito, foi comprada por apostadores esportivos.

Sete atletas do clube estavam cooptados.

O ex-capitão da equipe, Borja Fernández, seria o elo de ligação com os demais jogadores.

A determinação era de que o resultado precisaria ser “dois a zero” e que os gols teriam que ser anotados um em cada tempo de jogo.

Apesar do escândalo, raro em divisões principais de campeonatos relevantes, embora de frequentes nas inferiores, até o momento, Ronaldo não se pronunciou, nem tomou qualquer iniciativa administrativa relevante.

Deverá fazê-lo, se puder, nas próximas horas ou dias, sob risco de gerar desconfianças.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: