Advertisements

Pai, Filho e Espirito nada Santo em reunião da Portuguesa

Arnaldo Faria de Sá

Na última semana, membro remanescente de um grupo de demissionários do COF da Portuguesa pretendia convocar reunião, para a próxima quarta-feira (05), objetivando esclarecer os seguintes pontos:

  • destruição do Parque Aquático;
  • prestação de contas do clube;
  • feirinha da madrugada

Esperto, Alexandre Barros “concordou” com a reunião, mas, na hora de divulgar a data, antecipou-a para segunda-feira, excluindo as pautas sugeridas, inserindo no lugar:

  • análise sobre ações cíveis que objetivam excluí-lo como gestor temporário da Portuguesa;
  • análise sobre queixa-crime promovida pelo conselheiro João Carlos, ao MP-SP. alegando danos patrimoniais e falcatruas diversas da administração.

Ao convocar os cofistas, porém, o presidente da Lusa lembrou-se apenas de ligar aos beijadores de mão habituais do trio que dá as cartas no poder: o próprio, Alexandre Barros, Arnaldo Faria de Sá e Luis Yaúca.

Não deu outra.

Arnaldo, com a eloquência “corleônica” oriunda de décadas como político, intimou os presentes a pressionarem os processantes, temeroso, talvez, das consequências, principalmente as criminais, que possam, de alguma maneira, atrapalhar a vida do triunvirato lusitano.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: