Advertisements

O comportamento do advogado da suposta vítima de Neymar

Ontem (03), o Jornal Nacional, da Rede Globo, emissora parceira comercial de Neymar e da Seleção Brasileira, exibiu carta de ex-advogado da suposta vítima do jogador dando conta de que a garota teria lhe confidenciado crime de “agressão” do jogador, não de “estupro”.

O teor do documento, que pode ou não ser verdadeiro, é secundário em nossa análise.

É inaceitável, sob todos os aspectos, que um advogado se preste a servir de instrumento para desmoralização de seu cliente.

A OAB, que ainda não se pronunciou à respeito, prevê punição para vazamento de conversas e segredos destes profissionais com seus patrocinados.

Não são poucos, lamentavelmente, os casos de escritórios ou profissionais que agem de maneira estranha quando o “outro lado”, a quem deveriam confrontar nos termos da profissão, apresenta-se mais poderoso, ou, em alguns casos, endinheirado.

O Blog do Paulinho passou por situação semelhante, mas não idêntica, tempos atrás, quando, por infelicidade aceitou ser defendido pelo escritório do Dr. Romeu Tuma Junior.

Após diversas negativas de favores, contrários aos preceitos da profissão de jornalista, ao advogado, fomos surpreendidos com a inserção, em todos os nossos processos, de uma carta, assinada pelo referido, dando conta de rompimento da relação por “quebra de confiança”.

Uma exposição desnecessária, com aparente objetivo vingativo.

Depois, através de mídias sociais e programas de rádio e TV, os ataques, sabe-se lá se somente com a motivação do não atendimento aos desejos sugeridos, intensificaram-se, com textos relatando conversas que nunca mantivemos e especulações inverídicas sobre vida pessoal e profissional.

Independentemente do comportamento da suposta vítima de Neymar ou das verdades e mentiras inseridas em seu relato, das quais, nada se pode afirmar, com certeza, neste momento, a garota foi exposta de maneira desleal por um de seus defensores, com aval do escritório, e necessita de proteção, não apenas da OAB, mas dos órgãos competentes e também da imprensa, porque o peso da mão que enfrentará, sujeita a novas bordoadas, é, certamente, desproporcional à sua possibilidade de defesa.

O próximo passo, talvez, seja uma entrevista do advogado na Rede Bandeirantes, espécie de assessoria de imprensa informal do jogador.

Advertisements

Facebook Comments

1 comentário em “O comportamento do advogado da suposta vítima de Neymar”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
Powered by
%d blogueiros gostam disto: