Advertisements
Anúncios

Palmeiras, o vexame do Campeonato Paulista e o “objetivo atingido”

Maurício Galiotte, Andres Sanches, Raul Correa e Bandeira de Mello (em São Paulo)

Após sucessivas e esperadas derrotas judiciais, o Palmeiras deu por encerrada, ontem, a choradeira pelo título do Campeonato Paulista 2018, que perdeu para o Corinthians.

Em Nota Oficial, o clube alegou que o “objetivo foi atingido”, dizendo tratar-se de expor publicamente o equivoco (interferência externa de arbitragem), etc.

A verdade, porém, é bem outra.

O “objetivo”, à época, era desviar o foco da perda do campeonato para o maior rival, iludindo o torcedor, fazendo-o, porém, passar por um vexame (da choradeira) que será, daqui por diante, frequentemente relembrado em publicações esportivas.

Os dirigentes, que queriam apenas livrar a própria barra, não se constrangem.

Agora, com a equipe em boa fase, e em vias de se dar bem num dos três campeonatos que protagoniza, o Palmeiras desistiu de recorrer (poderia fazê-lo na Suiça), porque prefere o torcedor focado na possível conquista, não noutra possibilidade de derrota.

Os bastidores da bola são complicados, pouco transparentes (enquanto “brigavam” na Justiça, os presidentes de Palmeiras e Corinthians abraçavam-se em reuniões e eventos sociais) priorizam, em regra, os desejos dos gestores, mesmo que para tal aficionados da equipe sejam expostos ao ridículo, como noutro caso emblemático palestrino, a colocação da estrela vermelha na camisa, simbolizando uma conquista mundial que, da maneira como é exposta, inexiste.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: