Advertisements
Anúncios

Sem contar o estádio, dívida do Corinthians atinge R$ 642,3 milhões

Emerson Piovesan e Raul Corrêa da Silva, ex-diretores de finanças do Corinthians

Em 2007, o grupo “Renovação e Transparência” assumiu o poder no Corinthians com aproximadamente R$ 40 milhões em caixa, fruto da venda do jogador Willian, praticamente zerando a dívida da gestão Dualib – que os próprios consideraram, em manifestação eleitoral, “impagável”.

Onze anos depois, o caos é crescente, a ponto de ontem, em entrevista, o atual diretor de finanças do clube deixar claro que se não realizar cortes de funcionários, no Parque São Jorge e no Futebol, além de fechar contratos relevantes no marketing (o Timão ultrapassou um ano sem patrocínio master) será impossível estancar a sangria.

As contas do estádio seguem na mesma toada: dias atrás, em reunião do Conselho, Luis Paulo Rosenberg deixou claro que todos os contratos, que ele próprio ajudou a redigir, precisam ser refeitos porque são prejudiciais ao clube.

Hoje, sem contar os valores devidos pela Arena (que poderão atingir R$ 2 bilhões), o Corinthians deve, segundo números oficiais, R$ 642,3 milhões, assim discriminados:


Circulantes (a serem pagos a curto prazo)

  • Empréstimos/Financiamento (a maior parte com agentes de jogadores): R$ 10.916.000,00;
  • Fornecedores (não há discriminação de quais seriam): R$ 81.698.000,00;
  • Direitos de Imagem (salários de jogadores): R$ 35.470.000,00;
  • Obrigações – Encargos Sociais (retidos na fonte, mas ainda não repassados – o que, em tese, configuraria crime): R$ 34.846.000,00;
  • Obrigações Tributárias: R$ 1.690.000,00;
  • Tributos Parcelados: R$ 7.299.000,00;
  • Valor devido ao Arena Fundo (há controvérsia com balanço do próprio Fundo, que dobra a dívida declarada pelo Corinthians): R$ 25.472.000,00

Não circulantes (a serem pagos a longo prazo)

  • Tributos Parcelados: R$ 208.038.000,00
  • Direitos de Imagem (salários de jogadores): R$ 20.452.000,00

Existe ainda a indicação de que o Corinthians, somente em juros de empréstimos com instituições bancárias (discriminados no Item “Fornecedores”), deve R$ 29.891.000,00.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: