Advertisements
Anúncios

Atlético/PR foi o único clube que ousou não comparecer às eleições da CBF

Como previsto, o conselheiro do São Paulo, Rogério Caboclo, apoiado por Marco Polo Del Nero, foi aclamado em cerimônia de “beija-mão”, disfarçada de “eleições”, em que somente Mario Celso Petraglia, presidente do Atlético/PR, teve coragem de boicotar.

Os demais carneirinhos compareceram.

Cabloco, que assumirá a presidência somente em abril de 2019, recebeu 135 votos do colégio eleitoral com 141 possíveis – 27 federações estaduais com peso 3 cada uma (81 votos), 20 clubes da Série A com peso dois cada um (40 votos) e 20 clubes da Série B com peso 1 (20 votos).

O presidente da FPF, Reinaldo Carneiro Bastos, confirmando histórico de submissão, para não perder cargo remunerado na CONMEBOL, votou em Caboclo (mesmo dizendo-se opositor), acompanhado dos demais presidentes de Federações, todos assalariados da entidade.

Corinthians (votando em branco) e Flamengo (abstenção) jogaram para a galera, em “protesto” fajuto, ajudando, assim como os demais clubes, a compor quorum suficiente para eleger o novo presidente da Casa Bandida.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: