O golpe no Palmeiras

E maio, o Conselho Deliberativo do Palmeiras aprovará diversas mudanças no Estatuto do clube, entre as quais a ampliação do tempo de mandato do presidente de dois para três anos.

Ao final do ano, ocorre o próximo pleito palestrino.

Seja que for o presidente eleito, permanecerá no cargo, com a nova regra, até 2021, abrindo espaço para a candidatura de Leila Pereira, esposa do proprietário da Crefisa.

Se o estatuto permanecesse inalterado, a “madame” teria que esperar, por conta da janela imposta no texto, por mais uma eleição, concorrendo apenas em 2022.

O golpe é evidente.

Não é promissor, tudo indica, o futuro do Palmeiras.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.