Corinthians tem quinze dias para quitar R$ 3,5 milhões com a Unisantana

Em 2008, em aparente manobra de favorecimento à Faculdade Drummond , que tem como proprietário o ex-conselheiro alvinegro Osmar Basílio, o presidente Andres Sanches, com anuência do então vice de esportes terrestres, Felipe Ezabella e do vice jurídico, Sérgio Alvarenga, expulsaram a Unisantana, que mantinha, há algum tempo, parceria com o Corinthians.

A quebra de acordo foi unilateral.

Na sequência, o clube fechou acordo com a Drummond, concorrente do ex-parceiro.

O caso foi parar na Justiça e entre idas e vindas o Corinthians foi condenado a pagar R$ 3,5 milhões em indenização.

Protelado por conta de recursos, o pagamento terá agora, já em fase de execução, que ser realizado em 15 dias, segundo despacho da 3ª Vara Civil:

“Trata-se de cumprimento da sentença. Intime(m)-se o(a)(s) devedor(a)(s), por meio de seu advogado constituído, para pagar a dívida (R$ 3.542.810,32), no prazo de 15 dias, sob as penas da lei”

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.