Enquanto marketing do Corinthians segue inerte, empresa de conselheiro é anunciada por jogadores

Sem dinheiro em caixa e com a credibilidade em baixa diante de tantas incursões em noticiários policiais, o Corinthians, que seria “salvo” pelas promessas do diretor de marketing Luis Paulo Rosenberg, caiu na realidade.

A herança, por ironia do destino, caiu no colo de quem organizou o caos.

Alheio aos graves problemas, entre os quais equipe de futebol cada vez menos qualificada, contas atrasadas, apropriação de dinheiro que deveria ser repassado ao fundo gestor do estádio, etc, conselheiros alvinegros, em troca de apoio à gestão, tem conseguido “se virar” no Parque São Jorge.

Desembargador empregando filhos, ex-diretor de futebol gerindo camarotes de Itaquera e obras na sede social e por ai vai.

Mas nada é mais acintoso do que observar, ao final das partidas, jogadores do Corinthians promovendo a marca de roupas “Tudo Tranquilo”, do conselheiro, que até outro dia era vice-presidente, André Negão, chefe de gabinete do deputado federal Andres Sanches.

Ontem, em entrevista após a derrota para o fraco Bragantino, em pleno Pacaembu, por três a dois, o goleiro Cássio, que é obrigado, por contrato, a se posicionar em frente ao banner dos patrocinadores alvinegros, utilizava-se de boné com a propaganda do cartola alvinegro.

Fosse qualquer outra marca e seria punido pela diretoria do clube.

Andres Sanches (presidente), Luis Paulo Rosenberg (marketing) e Olivério Junior (comunicação) fingem nada ver, não se sabe por medo ou por estarem, de alguma maneira, sendo também, assim como devem estar os atletas alvinegros, beneficiados com a exposição.

Somente o Corinthians, maior “vitrine” do futebol brasileiro, nada tem recebido para fazer a referida propaganda.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Enquanto marketing do Corinthians segue inerte, empresa de conselheiro é anunciada por jogadores

  1. Anderson Siqueira disse:

    Boné, mochila… tênis

    Desde sempre fazem isso. Complicado é tal empresa ser do filho de um conselheiro.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.