Advertisements

Os dois momentos de Jailson, no Palmeiras

Em 02 de outubro de 2014, o Blog do Paulinho teceu críticas para a contratação do então obscuro goleiro Jailson, pelo Palmeiras, que em 2013 havia disputado apenas 3 partidas e no ano de sua aquisição pelo Verdão encontrava-se na reserva do Ceará.

Não havia, evidentemente, justificativa plausível para o negócio.

O jogador, então com 33 anos, havia, antes disso, jogado em equipes inexpressivas de 2ªs e 3ªs divisões nacionais.

Porém, o mundo do futebol prega peças.

Se a intenção inicial era agradar amigos de José Carlos Brunoro, responsável pela contratação, a dedicação de Jailson, que entendeu ser a chance derradeira de sua carreira, subverteu a lógica sugerida.

Hoje o goleiro é titular, com quase 37 anos, barrando dois goleiros de seleção, Weverton e Fernando Prass, com o nome inserido na história alviverde pela atuação na conquista do Brasileirão 2016.

Um raro final feliz (diante deste contexto), absolutamente digno de respeito e aplausos.

Advertisements

Facebook Comments

2 Responses to “Os dois momentos de Jailson, no Palmeiras”

  1. Sandra Queiroz Says:

    Jailson surpreendeu até o palmeirense mais otimista. Muitas vezes o que falta a um bom jogador, é um bom empresário

  2. Jailson na Seleção seria representação máxima de “contos de fadas” do futebol | Blog do Paulinho Says:

    […] https://blogdopaulinho.com.br/2018/01/26/os-dois-momentos-de-jailson-no-palmeiras/ […]

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: