Raí e a decência com o Fluminense

Num submundo em que 99% dos cartolas aproveitaria-se da liminar conseguida por Gustavo Scarpa, liberando-o de seu contrato (a rescisão já está no BID da CBF), para passar a perna no Fluminense, o dirigente Raí, do São Paulo, age com rara decência.

Marcou reunião com o clube para contratá-lo, negociando a parte da equipe carioca.

Poderia, se quisesse, nada pagar ao Fluminense, acertando-se diretamente com o atleta.

Mesmo nadando num pântano, cercado por auxiliar que é agente de jogadores e um presidente pouco afeito à moralidade, Raí, com a elegância dos tempos em que comandava a equipe Tricolor nos gramados, segue jogando com o uniforme limpo.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Raí e a decência com o Fluminense

  1. Pingback: Roberto Andrade: o inverso de Raí | Blog do Paulinho

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.