Advertisements

Direito de resposta concedido ao Dr. Sérgio Alvarenga

 

Sr. Paulinho,

 

Nos termos do artigo 29 e seguintes da Lei 5250/67, em vigor consoante expressa decisão liminar proferida pelo Ministro Carlos Britto, do Supremo Tribunal Federal, nos autos da Medida Cautelar em Argüição de Descumprimento de Preceito Fundamental 130/7-DF, eu, Sérgio Eduardo Mendonça de Alvarenga, brasileiro, casado, advogado, inscrito na OAB/SP sob o nº 125.822, com escritório na Avenida Paulista, 1048, 4ª andar, venho, pela presente, requerer Resposta, consubstanciada nos termos abaixo transcritos, em face de publicação errônea ofensiva a minha honra, veiculada em seu blog na data de hoje, repondo a verdade:

 

1) A Nota Oficial do Sport Club Corinthians Paulista não me desmente. A informação que dei ao repórter do UOL, corretamente publicada naquele portal em 27/06/2008, as 19:40, no bojo de matéria redigida pelo jornalista Alexandre Sinato, foi a de que o negócio teria sido realizado “há cerca de 02 meses”. Vale conferir:  ” Já os 10% dos direitos que pertenciam ao Corinthians quando Jô foi para a Rússia foram negociados há cerca de dois meses para uma empresa. “O Corinthians atualmente só tem direito ao mecanismo de solidariedade em relação ao Jô. Os 10% já foram vendidos”, confirmou Sérgio Alvarenga, vice-presidente jurídico do clube” (http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2008/06/27/ult59u162333.jhtm).

 

Assim, a pequena divergência existente entre “cerca de 02 meses” e pouco mais de 01 mês é atribuível a uma natural falha da minha memória, já que quando passei a informação não estava no clube e não tinha o contrato em minhas mãos. Falha que não me parece das mais graves, data vênia.

 

Não houve, pois, qualquer mentira. Não poderia haver, em conclusão, qualquer desmentido.

 
Até porque, se a minha intenção fosse desvirtuar o fato, o natural seria tentar fazer parecer que ele ocorreu há menos, não há mais tempo.


2) Realmente disse que abandonaria o cargo assim que descobrisse qualquer irregularidade na gestão. E assim o farei. Se não o fiz é porque, logicamente, nada descobri.

 

3) Você jamais me disse algo suficientemente grave, amparado em bases empíricas, sustentado por indícios reais, respaldado por evidências concretas, com poder para abalar minhas convicções.

 

4) O negócio em referência foi feito com o empresário Giuliano Bertolucci. O contrato é claro. Claríssimo. Se esta pessoa tem amizade com foragidos da polícia é questão absolutamente alheia ao termos do contrato. Basta ler. Sou advogado. Trabalho com documentos, não com exercícios de adivinhação ou deduções. Não vislumbro qualquer crime no ato. E considere que esta é a minha área de atuação diária.

 

Atenciosamente,

 

Sérgio Eduardo Mendonça de Alvarenga

OAB 125.822

Facebook Comments
Advertisements

18 comentários sobre “Direito de resposta concedido ao Dr. Sérgio Alvarenga

  1. Marcelo

    “Junta-te aos maus e serás pior que eles, junta-te aos bons e serás melhor que eles”

  2. primo

    Datavenias consubstanciadas a perdas de memorias destes imemoraveis,
    consoantes na liminares agravantes e destoantes pelas suas prerrogativas,
    agravantes nos agravos hilariantes dos publicos vexames nos gravames,
    apequena-se volumetricamente nas atitudes desconexas desta diretoria,
    nao precisamos ser adivinhos para saber das claras ligacoes criminosas,
    pactuar-se com as evidencias dos fatos faz dos participes em descalabros,
    desfigurar evidencias leva-nos a condicao de ”otarios” pelos vivaldinos,
    clarissimos para os negocios claros seria clarificar os tratos obscuros,
    versificar nos termos do juridiques algo inexplicavel pelos bons diretores,
    Giuliano Bertolucci esta envolvido com bandidos e conhecidos do ANDRES.

  3. Alexandre

    Parabéns Paulinho.

    Esse “Dotô” vai continuar babando ovo para a podridão que dirige o Corinthians.

  4. Anderson Viana

    Acho que o Neto resumiu em uma frase. – Esse negócio pode ter legal, mas eu considero imoral…

  5. fernando

    do jeito que esse advogado escreve, até parece que ele é sério, agora paulinho, você sabe qual é a diferença entre a pilha e um advogado, é que a pilha tem um lado positivo. um abraço

  6. marcio fahd

    Ao Sr Alvarenga vale sempre lembrar quea legalidade e a legitimidade são distintas…..o “Sr” um advogado
    se valer de termos e contratos para embasar a falta de vergonha e imoralidade desta transação?
    Um Corintiano, fazer isto pelo proprio clube?
    Sr Alvarenga , pessoas como Kia, Dualib, Nesi, Andres, e tantos e tantos outros que nadaram de braçadas no dinheiro imundo vindo de fora para proveito proprio e mais nojento ainda para ludibriar uma nação movida pelo amor a um time!
    Deveriam estar presas e não fazendo negociatas com o clube novamente.
    Sr alvarenga, o sr é um brincalhão.

  7. Alice

    Este Doutor não é o mesmo que não conseguiu enxergar as irregularidades no Estatuto enviado ao cartório?

  8. Mosqueteiro Centenário

    Primo

    Palmas para você!

    Palmas para o Primo que ele merece!!!!!
    Palmas para o Primo que ele merece!!!!!
    Palmas para o Primo que ele merece!!!!!

  9. Diogo Oliveira

    Paulinho, é a primeira vez que leio o seu blog. Como gostei muito, postei em quase todos os tópicos.

    Entretanto, o Dr. Sérgio tem muita razão no que fala.

    Sou colega de profissão do Dr. Sérgio e nós desse meio jurídico perquirimos muito sobre a certeza das coisas.

    Claro, claro, claro, não obstante a imoralidade de celebrar um contrato e negociar com o pessoal ligado ao Kia.

    Fora “isso” (que não é pouco, repito), tudo normal.

  10. PEDRO PAULO

    Explicação juridicamente muito fraca, pois além de eivada de ira, o advogado em questão se esqueceu que os fatos apontados são muito mais adstritos à esfera cível do que criminal, pois os vícios contratuais e de vontade que ele mesmo afirma seriam mais que suficientes para anular o negócio e desfazer o imbróglio que esses “senhores” meteram o Timão.

  11. Marcelo

    Diga uma coisa, Paulinho, você abriu um espaço democrático prá ele, ou foi obrigado pela Lei a lhe dar direito de resposta?

  12. sergio murilo

    caro dr sergio,tenho aqui neste blog travado debates com o paulinho em razao de muito que ele coloca aqui ser motivado pelo figado,tenho cobrado provas,mas me desculpe nao o conheco,sei q o sr e um otimo advogado e pessoa seria,mas convenamos o q precisa mais dr sergio?na penuria que nos estamos jogar 6 milhoes de reais pela janela?fazer negocio com o sr kia depois de td q aconteceu?o sr bem sabe que negocios nebulosos nao deixam rastros,ainda mais uma operacao feita fora do pais.eu acreditei ate pq nao tinha saida,nao votaria no andres pq o acho despreparada(ainda q em sua vida pessoal ele seja bem sucedido),me senti lesado,minha vontade hj e delvolver o cartao de socio torcedor e reaver meu dinheiro,devolver todas as promocoes de marketing que eu adquiri,essa gente nao merece meu dinheiro ate pq a julgar por essa operacao e prova cabal…o sr e uma pessoa experiente e bem sabe que no minimo essa operacao e imoral,,,o sr andres ao inves de se preocupar em recuperar o clube,so se preoculpou em construir uma maioria politica para lhe dar sustentacao,se aliou com a escoria do clube,escancarou as portas para a gavioes em troca de paz nas arquibancadas o clube hj vive uma inseguranca e uma instabilidade..nao temos um projeto de clube,pq essa diretoria e incapaz de liderar esse processo…essa venda do jo pos fim a todas minhas ilusoes que restavam.

  13. Rafael

    So pra explicar o que diz o pedro paulo:

    se o Giuliano Bertolucci estava envolvido, direta ou indiretamente, na venda do Jo para o City, ele se prevaleceu de informações pra obter vantagem na compra do percentual do Corinthians.

    Isso se o Corinthians também não sabia do negócio, né? É uma otima solução pra embolsar uma parte do valor. Vende os 10% pra um testa-de-ferro, 2 milhoes vao pros cofres do corinthians, 1 milhao pro testa-de-ferro, 2 milhoes pra diretoria.

    quanto a esse Alvarenga, sinto muito, Paulinho, voce quebrou a cara. Esse rapaz esta envolvido com essa diretoria e isso não é bom sinal.

  14. Claudio

    ” 2) Realmente disse que abandonaria o cargo assim que descobrisse qualquer irregularidade na gestão. E assim o farei. Se não o fiz é porque, logicamente, nada descobri.
    3) Você jamais me disse algo suficientemente grave, amparado em bases empíricas, sustentado por indícios reais, respaldado por evidências concretas, com poder para abalar minhas convicções. ”

    Putz.. Esse advogado tá de brincadeira…
    O que mais ele precisa?? Que os ladrões façam um declaração em cartório confirmando a robalheira???

  15. Jose Antonio Canossa

    “Sobre os associados remidos, sempre externei publicamente minha opinião: não ajuda o clube em nada.”

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: