Anúncios

Comissão Eleitoral do Corinthians: como punir outros candidatos sem fazê-lo com Andres Sanches ?

Fagner, Carlos Leite e Gil

Na próxima segunda-feira, a Comissão Eleitoral do Corinthians publicará parecer sobre os pedidos de impugnações de candidatos à presidente do clube e também das “chapinhas” que concorrem à 200 vagas no Conselho Deliberativo.

Três presidenciáveis correm risco: Andres Sanches, Paulo Garcia e Roque Citadini.

Felipe Ezabella, acusado de manter negócios com jogadores, escapou por conta do prazo prescricional para solicitação de impugnação e Romeu Tuma Junior, em último lugar nas pesquisas, não despertou interesse de ninguém.

O “batom na cueca” envolve o pagamento de substancial quantia, oriunda do empresário Carlos Leite, para beneficiar a candidatura do deputado federal Andres Sanches.

Tem cópia de cheque (R$ 200 mil), destinatários claros e objetivo evidente.

Somente nesta semana, entre renovações contratuais e contratações de jogadores, ao menos cinco negócios foram fechados pelo clube com o agente.

Paulo Garcia enrolou-se por conta de pagamento de mensalidades de associados com o próprio cartão de crédito, mas alega, em defesa, que não era ainda candidato no período do ocorrido, enquanto Roque Citadini nega as acusações.

Discute-se, ainda, se Citadini pode ser presidente do Corinthians concomitantemente ao exercício do cargo de Conselheiro do TCE.

No estatuto alvinegro não existe impedimento.

A grande questão, diante do quadro apresentado, que deve estar sendo avaliada pela Comissão: é impossível impugnar os outros candidatos, se esta for a conclusão, sem fazê-lo, também, com Andres Sanches, dono da mais evidente prova documental de irregularidade praticada, além de contrapartida ao corruptor, escancarada pela mídia.

É desnecessário discorrer sobre a força política do deputado no Parque São Jorge.

Em manobra para se livrar da punição, Andres Sanches tenta responsabilizar a chapa “Preto no Branco” como se esta tivesse atuado, sem seu conhecimento e consentimento, na manobra com Carlos Leite, porém, basta verificar a composição do grupo para nele encontrar dois ex-diretores de futebol ligados ao parlamentar: Eduardo “gaguinho” Ferreira e Duílio “do Bingo”, notoriamente incapazes de respirar sem a permissão do ex-mandatário alvinegro.

Os julgadores de todos estes casos, de quem espera-se bom senso nas decisões, são: Miguel Marques e Silva (presidente da Comissão), Ivo Almeida, Dalton Gioia, Aléssio Calil e Manoel Cintra Neto.

Anúncios

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: