Raí caiu em tentação

O ídolo tricolor Raí não resistiu a seus próprios sentimentos e aceitou tornar-se dirigente de futebol do São Paulo.

Não terá vida fácil.

Enfrentará (este é o termo realista) uma diretoria sem transparência, afeita a traições e muito mais preocupada com o resultado das próximas urnas do clube do que com o bem estar da instituição.

Nadar num pântano enlameado sem se sujar será parte da missão.

Infelizmente, apesar da torcida dos bons, o sucesso é improvável (exemplos, entre gente boa ou não, não faltam entre os que se juntaram a essa gente e saíram prejudicados), a não ser que sirva, ao menos, para que o agora cartola, se acossado pelos imorais, denuncie-os, evitando assim receber, indevidamente, acusações sobre procedimentos que, provavelmente, não seria capaz de realizar.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.