Andres Sanches defende a OMNI no Corinthians

Em entrevista à MIX FM, o deputado federal Andres Sanches (PT), defendeu a presença da empresa OMNI – da qual é sócio oculto, no Corinthians:

” A OMNI está no Corinthians desde 97… não fui eu que trouxe a OMNI para o Corinthians”

“Foi um bom projeto… é um bom projeto”

“60% fica para o Corinthians… 47 % para a OMNI (???), mas todas as despesas do sócio torcedor, 150 funcionários, toda a tecnologia, as catracas, quem paga é a OMNI”

“Então os 40% que fica pra ela… 30%, 35%, 28%, 33% é despesa…”

“O Corinthians pode ficar com 100%… paga 5% pra OMNI e o restante é tudo do Corinthians, desde que ele pague todas as despesas”

“Até ontem (a OMNI) é um bom negócio…”

Além de errar na contas do comissionamento (a soma deu 107%), Sanches equivocou-se, também, ao contar o inicio da relação da OMNI com o Corinthians.

A empresa, que entrou no Parque São Jorge em 2007 (e não 1997 como disse Andres), era a OMINISYS, bem pequena – com apenas dois programadores de computador, contratada com a única função de introduzir sistema informatizado de catracas na sede social.

Posteriormente, com a vitória de Andres Sanches nas eleições, foi criada a empresa OMNIGROUP, que incorporou a OMINISYS e passou a comandar diversos departamentos no Corinthians, sendo o primeiro deles a estratégica tesouraria, pela qual foi acusada de operar esquema de “Caixa 2”, com desfalque do dinheiro pago por associados (funcionários do Timão foram demitidos após denuncia do Blog do Paulinho).

Depois, a OMNI (como ficou conhecida), rejeitada por 9 em cada 10 torcedores alvinegros, passou a gerenciar tudo o que existia de importante e lucrativo no Parque São Jorge e também no estádio de Itaquera, cobrando taxas muito superiores às praticadas no mercado.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Andres Sanches defende a OMNI no Corinthians

  1. Isso que ele fala é algum dialeto? Ele falou 100% ouvideria? Meu Deus.

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.