Advertisements
Anúncios

Primeiro dia de J.Hawilla na corte americana revelou manipulação nas convocações da Seleção Brasileira

Ricardo Teixeira e J.Hawilla

Ontem, de tudo o que o agente de propinas J.Hawilla revelou à corte americana em seu testemunho, o mais relevante foi o pagamento de propina a Ricardo Teixeira para assegurar a convocação de determinados jogadores, tratados como “titulares” da Seleção Brasileira.

Traduz-se, evidentemente, para “mais famosos” ou aceitos pela mídia e patrocinadores.

US$ 10 milhões no bolso do dirigente teriam garantido a manipulação.

Não é a primeira vez que esse tipo de acusação vem à tona: na primeira CPI CBF/NIKE, revelou-se clausulas no contrato com a fornecedora de materiais esportivos com exigência de, ao menos, “oito titulares” em convocações da Seleção Brasileira.

Vários foram os treinadores no período em que Teixeira comandou a “Casa Bandida”: Sebastião Lazaroni, Falcão, Parreira, Zagallo, V(W)Anderlei(y) Luxemburgo, Leão, Felipão, Dunga e Mano Menezes, alguns com perfis maleáveis, outros conhecidos pela seriedade.

Todos colocados sob suspeita diante desta delação.

Seria interessante, talvez, que viessem a público para dar suas versões sobre os fatos.

A cereja do bolo de Hawilla ainda está por vir, e deve revelar a origem dos pagamentos indevidos com objetivo de conquistar direitos de transmissão dos principais campeonatos do planeta.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: