Justiça nega recurso e sentença de absolvição a jornalistas que trataram Andres Sanches como “bandido” e “sem vergonha” é mantida

No início do ano, os jornalistas Marco Antonio Villa e Thiago Uberreich, ambos da rádio Jovem Pan, trataram o deputado federal e ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches (PT), pelos adjetivos “bandido” e “sem vergonha”.

Inconformado, o cartola alvinegro ingressou com ação criminal contra ambos, por crime de injúria, calúnia e difamação.

A Justiça, antes mesmo da primeira audiência, absolveu de maneira sumária os réus, entendendo que os fatos que cercavam a vida de Andres justificavam os comentários proferidos na emissora.

Jornalistas da Jovem Pan que trataram Andres Sanches como “bandido” e “sem vergonha” são absolvidos

Ao deputado, humilhado, não restava alternativa senão recorrer da decisão.

Eis que a vergonha ampliou-se: o TJ-SP entendeu, por dois votos a um, que Villa e Uberreich não cometeram crime ao referir-se a Andres Sanches como “bandido” e “sem vergonha”, oficializando que tratá-los dessa maneira é aceitável e não passível de condenação.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Uma resposta para Justiça nega recurso e sentença de absolvição a jornalistas que trataram Andres Sanches como “bandido” e “sem vergonha” é mantida

  1. essa é uma das maiores derrotas morais do mafioso. ainda é pouco diante do que ele ainda merece mas muito pela arrompancia desse fulano embusteiro e mafioso. quer dizer que chamar esse fulano de bandido ta liberado. uma vez recebi um email de um dos picaretas que sao lambe cu desse mafioso dizendo que iam descobrir quem eu era ir atras de mim por causa dos comentarios que faço aqui no blog. nao adiantou tentarem invadir minha conta e ela ser bloqueada quase 10 vzs, partiram pra ameaça. coisa de mafioso mas eu sei como lidar com essa gente

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.