Anúncios

O vexame do Palmeiras na busca pelo Mundial

Virada de ano de 2016 para 2017: mesmo com trabalho equivocado da gestão do futebol, que contratou jogadores sem critério, com clara intenção de “agradar” ao mercado, o treinador Cuca consegue fazer dum amontoado de atletas um time, que sagrou-se, também por sorte, campeão brasileiro.

Era tudo o que Alexandre Mattos e a Madame, da Crefisa, precisavam.

O dirigente de futebol, amparado por um “sucesso” enganoso, recebe das mãos do patrocinador uma fortuna, injetando mais de R$ 100 milhões na montagem de um elenco contratado sob mesmo critério anterior, parte dele saído do bolso de quem, por conta do investimento, teve aceita uma fraude no estatuto palestrino, condenando o clube a conviver com essa gente, e seus critérios empresariais, alguns investigados, segundo consta, inclusive pelo FBI, por longo período.

Não deu outra: apesar dos gastos exorbitantes (somente a folha salarial dos jogadores é próxima de R$ 15 milhões mensais), o Palmeiras foi eliminado da Copa do Brasil na fase de quartas de final, está a 15 pontos do arqui-rival Corinthians no Brasileirão, ainda no primeiro turno e, ontem, o vexame maior, sucumbiu nas penalidades diante do modesto Barcelona, não o da Espanha, mas do Equador, encerrando a participação da Copa Libertadores nas oitavas de final, bem longe do sonho de conquistar o sonhado título mundial.

O que restará ou acontecerá nos meses seguintes ?

Enquanto o torcedor do Palmeiras, que andava iludido com uma gestão de abutres no futebol profissional, talvez acorde para o óbvio, o clube seguirá sendo tocado pela submissão de um Maurício Galiotte que não sabe lidar com tantas mãos à beijar.

Pior: o único vitorioso com a catástrofe é aquele que discursará “fizemos ótimo trabalho ano passado… este ano não deu…. vamos corrigir os equívocos… mas teremos que voltar ao mercado para reforçar o elenco em 2018”.

O leitor, inteligente, captou a mensagem.

Difícil será a vida do clube, que arcará com novos “investimentos” (muitos de jogadores estrangeiros, ou seja, quitados no exterior, com mais flexibilidade à eventuais ocultações), pagamentos de nebulosos comissionamentos e também as inevitáveis rescisões, todas amparadas em longos contratos, que garantem a atletas e comissão técnica, mesmo após eventual demissão, o pagamento integral de seus vencimentos, alguns por até cinco anos subsequentes.

Anúncios

3 Respostas to “O vexame do Palmeiras na busca pelo Mundial”

  1. Alessandro H.R. Says:

    que viadagem ! rsrs..

  2. Bruno de Melo Says:

    Compreendo perfeitamente a ficção das pessoas pelo seu time, a paixão que sente, etc., mas ess exemplo do torcedor espeniando aí é a típica coisa de retardado.

  3. Sócrates de Oliveira Says:

    o moleque pelado pareceu muito mais maduro!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: