Advertisements

Líder dos Gaviões foi preso negociando com a polícia boliviana

Tadeu de Macedo Andrade é o principal nome dos Gaviões da Fiel, uma espécie de Presidente “de fato” da entidade.

Ligado a facções criminosas de extrema periculosidade, é o elo dessas “entidades” com as “operações” da “organizada”.

Nada acontece sem a autorização de Tadeu, todas as compras tem que ser assinadas pelo presidente informal.

Um dos 12 corinthianos presos em Ururo, suspeitos pela morte do garoto Kevin, de apenas 14 anos, o líder da “torcida” estava no local e hora errada durante a operação policial.

Na verdade, como de costume, assistia à partida, no momento do homicídio, sentado ao lado de dirigentes do Corinthians, assim como também se hospedou junto com a delegação, no mesmo hotel.

Ocorre que, na hora do tumulto, querendo demonstrar “liderança”, sem que ainda se tivesse notícia da morte do garoto, Tadeu desceu até as cadeiras em que torcedores eram abordados por policiais locais, e tentou iniciar uma negociação.

Uma espécie de “quanto é para soltar os manos ?”.

Porém, para seu azar, o comando da polícia avisou os soldados da gravidade da situação e todos que estavam no local, além de Tadeu, que apenas queria demonstrar força, receberam voz de prisão.

Uma espécie de golpe de sorte das autoridades bolivianas.

Porque se apenas os outros 11 fossem os detidos, ninguém de relevância estaria tão preocupado em socorrê-los, chegando ao cúmulo de inventarem um menor de idade para segurar o “problema”.

Na atual situação, enquanto Tadeu não estiver são e salvo em terras brasileiras, Os Gaviões, pressionados pela criminalidade, continuarão a chantagear os dirigentes do Corinthians para receber dinheiro não contabilizado a ser utilizado não apenas na defesa do marginal, mas também em sua “estádia” no “hotel” boliviano.

Sim, porque se os corinthianos presos não proporcionarem aos detentos locais alguns luxos, certamente serão cobrados, de maneira não amistosa, pela barbaridade cometida.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Open chat
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: