Anúncios

Ricardo Teixeira e José Maria Marin acertam delação nos EUA

Da JOVEM PAN

Por WANDERLEY NOGUEIRA

JOSÉ MARIA MARIN, ex-presidente da CBF, começa a colaborar com a justiça americana no próximo dia 6 de agosto ( julgamento está marcado para 6 de novembro) .

Esse acordo tem o objetivo de “congelar” mais dois processos que estão recaindo sobre o ex-dirigente e obter autorização da justiça dos Estados Unidos para seja qual for a pena -após o julgamento do dia 6 de novembro- ela possa ser cumprida em casa (advogados entendem que ele não escapará de uma condenação).

RICARDO TEIXEIRA , ex-presidente da CBF , segundos os agentes americanos, deve se apresentar as autoridades em NY nos próximos dias.

Aliás, os americanos pretendem definir uma data limite que, se não for cumprida, colocará o ex-dirigente como “Procurado” na listagem da Interpol.

Teixeira continua mudando de telefone .

Tem usado equipamentos pré pagos para tentar evitar “grampos” e monitoramentos.

Recentemente, conversando com um cartola que tentava convence-lo a não delatar, respondeu : ” …eu ficarei em paz…é a minha liberdade…”.

Ele espera acordar uma prisão domiciliar nos Estados Unidos.

ROSSEL, ex-presidente do Barcelona já começou a falar.

E seus depoimentos aos espanhóis são compartilhados com os americanos.

Fruto de contratos com vendedores de direitos de transmissão, agências de publicidade e anunciantes importantes, ele e vários dirigentes receberam milhões em propina.

INFANTINO, presidente da FIFA , por enquanto é considerado “limpo” pelo FBI.

O dirigente tem contra ele uma investigação no Comitê de Ética da FIFA sobre negócios com cartolas e autoridades da Eslovênia.

Um agente dos Estados Unidos comentou que ” através do futebol vamos dar mais alguns exemplos de como se trata a corrupção…” .

Cartolas e todos os nomes encontrados nas investigações (de todos os escalões…) desde a década de 90 até os nossos dias , terão que dar muitas explicações.

O FBI tem contado com apoio, também, da Policia Federal do Brasil.

Anúncios

3 Respostas to “Ricardo Teixeira e José Maria Marin acertam delação nos EUA”

  1. Euclydes Zamperetti Fiori Says:

    Marim poderia dizer sobre a eleição do Eduardo José Farah, que o sucedeu na presidência da Federação Paulista de Futebol (FPF) numa eleição repleta de pilantragens

  2. Sandra Queiroz Says:

    vem mais estrago por ai.
    Hora de tirar o tapete varrer toda sujeira.

  3. Teresinha Winter Says:

    Eles deviam ter ficado no Brasil, aqui estariam livres, leves e soltos, aliás, como todos os bandidos nacionais. Tomara que pelo menos lá a justiça aconteça. Ah! O principal: tomem toda a grana desses corruptos e os deixem PELADOS !!!!!!!!

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: