Anúncios

Argentina renasce com Sampaoli e vence Brasil em amistoso

Visivelmente mais equilibrada, tocando a bola com qualidade, a Seleção da Argentina venceu a do Brasil, por um a zero, em amistoso disputado na Austrália, quebrando a invencibilidade do treinador Tite, que até então mantinha 100% de aproveitamento.

Sampaoli transformou, em poucos dias de trabalho, a mediocridade recente demonstrada pelo futebol argentino em criatividade com produtividade.

Messi, bem marcado, apareceu pouco, mas, nesse novo sistema, priorizando o toque de bola, prevaleceu o conjunto, que dominou a maior parte da partida.

Até os 30 minutos do primeiro tempo havia equilíbrio nas ações, com boas chances perdidas de ambos os lados, porém, nos 15 minutos finais, a Argentina avançou seu time e passou comandar as ações.

Foi neste período que Mercado, aproveitando-se de rebote na trave brasileira, fez o único gol da partida.

O segundo tempo iniciou-se com os argentinos mantendo a posse de bola, mas após algum tempo o Brasil passou a atacar com mais força, perdendo algumas oportunidades, uma delas imperdível, quando Gabriel Jesus driblou de maneira desconcertante o goleiro e fez o mais difícil, depois, chutando na trave… no rebote, Willian novamente acertou a trave oposta adversária.

Quase que em repetição do que ocorreu no tempo inicial, após os 25 minutos, a Argentina, absolutamente calma, tocou a bola de maneira consciente e viu um Brasil, sentindo a falta de seus jogadores titulares, principalmente Neymar, apesar da luta, pouco perigo ofertar ao seu setor defensivo.

Desse amistoso, fica a impressão de que a Argentina tem ainda muita margem para melhorar, enquanto o Brasil, sem se abalar, deverá seguir sua preparação rumo ao Mundial 2018, com Tite sabedor de quais jogadores reservas poderá dispor para compor o elenco que hoje não entrou em campo com suas melhores alternativas.

Anúncios

2 Respostas to “Argentina renasce com Sampaoli e vence Brasil em amistoso”

  1. marcospaulo2015 Says:

    Di Maria deitou e rolou pra cima do Fagner. Ou seja, tivesse o Corinthians num mundial de clubes, teriam perdido.

  2. Sócrates de Oliveira Says:

    pô.. alguém que convoca Rodriguinho e Fagner (principalmente esse) e ainda coloca esse perna de pau carniceiro como titular na lateral direita da seleção parece ter desencanado de fingir que não faz parte da máfia do Itaquerão…

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: