Se ingressar na arbitragem, Corinthians poderá utilizar as arrecadações de seus jogos em Itaquera

Levantamos, ontem, dúvidas sobre a razão do Corinthians não fazer valer seu direito (previsto em contrato) de questionar os pontos divergentes do acordo com a Odebrecht (entre os quais a falta de execução de todos os itens) em comitê independente de Arbitragem.

https://blogdopaulinho.com.br/2017/03/19/o-que-espera-o-corinthians-para-levar-a-odebrecht-a-arbitragem/

Aparentemente, o clube, que só teria a ganhar com a iniciativa, teme que, entre as consequências da investigação, sejam revelados nomes de dirigentes e conselheiros que, em vez de cuidar dos interesses alvinegros, trabalharam pela construtora.

Dois nomes, ao menos, o deputado federal Andres Sanches (PT) e o vice-presidente do Corinthians, André Negão, são apontados pela “Operação Lava-Jato” da Polícia Federal como “soldados da Odebrecht”, em troca de “agrados” que viabilizaram assinaturas de aditivos (que seriam checados na arbitragem) para encarecer o valor da obra do estádio, que partiu de R$ 330 milhões e finalizou em R$ 1,2 bilhão (sem contar juros, empréstimos e correções).

Mas existe outros (Raul Corrêa da Silva, Roberto Andrade, Mario Gobbi, etc.), que assinaram documentos viabilizadores da construção do estádio (ainda não citados pela PF), que, por conta disso, preferem não dar margem às suspeitas.

Há pelo menos uma clausula, claramente abusiva, que inviabiliza a vida financeira alvinegra, que poderia ser disputada no Comitê de Arbitragem, gerando benefícios imediatos ao clube: a que obriga o Timão a repassar 100% de sua arrecadação na Arena para um fundo gerido pela construtora.

Assim que o litígio for iniciado, o Corinthians passará, até a decisão final do problema, a poder utilizar-se destes recursos, que fazem falta para a boa saúde das finanças e sequer possuem utilização (nos termos do acordo com o Fundo – amortizar a dívida do estádio) verificada pelo Conselho.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

2 respostas para Se ingressar na arbitragem, Corinthians poderá utilizar as arrecadações de seus jogos em Itaquera

  1. Elias Andrade disse:

    Bons dias Srs.!

    Penso que contratos foram feitos para serem cumpridos o clube quando achou por bem fechou os olhos para tudo que era errado inclusive fazendo chacota com todos sobre a magnitude da instituição perante seus co-irmãos me admira você Paulinho sugerir esse tipo de coisa afinal não existem inocentes nem vilões nessa história, pois são os dois são sócios.

    Um abraço e boa semana.

    Paulinho: Meu caro… é exatamente este o ponto… discutir se o contrato está ou não sendo cumprido… e se existem clausulas abusivas… em existindo são nulas de direito (é lei)

  2. RPC disse:

    Você está equivocado. O Corinthians se entrar na câmara de arbitragem não pode utilizar os recursos, pois eles ficam como depósito judicial. Se informe melhor

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.