Advertisements
Anúncios

Gavioli no Corinthians e na Odebrecht

Há pouco mais de um mês, por indicação do deputado federal Andres Sanches (PT), dizem, parte do acordo que livrou o atual presidente do Corinthians, Roberto Andrade, do impeachment, o  clube contratou um gestor remunerado de finanças: Roberto Gavioli.

Estranha aquisição num clube que mantém o discurso de corte de cargos para redução de despesas.

Mais estranho ainda é o fato da Odebrecht, construtora do estádio de Itaquera, ter entre seus principais executivos a figura de um senhor de nome “Antonio ROBERTO GAVIOLI”, que a Polícia Federal, no âmbito da Operação Lava-Jato, acusou de ser o emissário que pagou percentual da propina destinada a Andres Sanches (R$ 2,5 milhões), por intermédio do vice-presidente alvinegro, André Negão (que também foi levado a depor).

No clube, a versão oficial é de que um não tem nada a ver com o outro.

Pode ser.

Mas datas, sobrenomes e, principalmente, a pessoa que indicou o funcionário a um cargo absolutamente estratégico no Parque São Jorge, concomitantemente às informações de que dirigentes alvinegros haviam sido denunciados por diretores da Odebrecht, ocasionaram justificadas suspeitas, até o momento, não totalmente dissipadas.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: