Justiça bloqueia R$ 36,9 mil das contas do Corinthians para indenizar associada maltratada no clube

renovação e transparência

Em março de 2014, a Sra. Aparecida Antico ingressou com Ação Judicial contra o Corinthians pedindo reparações morais e materiais após ser destratada em evento realizado no clube.

Um ano depois, a 16ª Vara Civil julgou o pleito procedente, condenando o Timão a arcar com R$ 15 mil em indenizações.

O despacho da juíza Cláudia Longobardi Campana diz que a vítima tinha em seu poder convite para festa que indicava como localização “Ginásio Coberto”, mas, em desconformidade com o propagandeado, os frequentadores eram obrigados a dirigir-se a local descoberto quando da necessidade de utilização dos sanitários.

Foi assim que a Sra. Antico escorregou (na área sem cobertura), quebrou o colo do úmero direito, além de deslocar o ombro, com o agravante do clube ter se negado a atendê-la, de pronto, e a pagar as despesas médicas e hospitalares.

Ainda assim, o Corinthians, em vez de dar por liquidada a fatura, recorreu, e perdeu.

Em consequencia, a dívida mais que dobrou, passando a custar R$ 36.988,00, bloqueados da conta do clube nas últimas semanas, para devida transferência à impetrante do processo.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.