Anúncios

Corinthians piora acordo com a CAIXA para pagar dívida do estádio

roberto-andrade-corinthians

O presidente do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, e seu diretor de finanças, Emerson Piovesan, comemoram novo acordo para o pagamento de R$ 400 milhões tomados junto ao BNDES, intermediados pela CAIXA.

Não deveriam.

Se antes o clube teria que pagar R$ 5 milhões mensais no prazo de 12 anos, agora pagará R$ 3 milhões, alongados para 20 anos.

Em ambos os casos, o valor principal salta de R$ 400 milhões para R$ 720 milhões.

Há ainda a incidência de juros, variáveis ao longo dessas duas décadas, que deverão ser pagos retroativamente (período em que o clube ficou sem quitar as parcelas para esta negociação) e por oito anos a mais do que estavam previstos, encarecendo ainda mais um estádio com indícios de sobrepreço.

Além disso, com o prazo para a quitação da pendência alongado, ficou maior também o período em que o clube deixará de receber as receitas geradas pelos ingressos de suas partidas do estádio em Itaquera.

A CAIXA bateu o pé e a promessa do Corinthians de reverter o quadro (ficar com 50% da renda) caiu por terra.

100% da arrecadação, durante longos 20 anos, entrarão nos cofres do banco, não do Timão, num arranjo que condena as próximas gestões a dificuldades financeiras evidentes.

Por fim, o mais óbvio, toda a negociação foi discutida, e acertada, tomando como base um valor de estádio que o clube sequer sabe se é real, baseado não apenas nas suspeitas da Polícia Federal (pagamento de propinas a dirigentes, superfaturamento, etc.), mas também nas dificuldades encontradas por auditores em receber documentos da Odebrecht, que indicariam serviços cobrados, mas não entregues, havendo, então, a necessidade de descontar o valor final.

Algo que não mais poderá acontecer no acerto com a CAIXA (que deverá ser assinado nos próximos dias), já que os dirigentes alvinegros, para viabilizar as alterações, aceitam os valores como verdadeiros e as obras como concluídas (o estádio é um dos fiadores da pendência).

EM TEMPO: o depoimento de Roberto Andrade ao Conselho de Ética do Corinthians, no processo de impeachment, será tomado na próxima terça-feira, não hoje, como informado previamente.

Anúncios

8 Respostas to “Corinthians piora acordo com a CAIXA para pagar dívida do estádio”

  1. Renato Maia Says:

    As pessoas passam, mas o Clube fica…. Daqui há 20 anos ninguém vai se lembrar dessa gente, só das besteiras que fizeram. Mas aí sempre terá aquele que vai dizer “ah eles quebraram o clube, mas se não fosse isso a gente não tinha estádio”

  2. Diogo Navas Says:

    Acho que você precisa aprender a fazer conta…
    144 x 5 milhões = 720 milhões
    240 x 3 milhões = 720 milhões

    piorou aonde?

    Paulinho: aprenda a ler, ou interpretar…

  3. Gustavo Leite (@gleitelourenco) Says:

    “Por fim, o mais óbvio, toda a negociação foi discutida, e acertada, tomando como base um valor de estádio que o clube sequer sabe se é real”, lorota pura Paulito, tanto faz o valor do estádio, o que a caixa/bndes querem é o valor de R$400milhões emprestados, o resto não interessa.

  4. Fernando Buss Says:

    Uma dúvida Paulinho, neste valor final de 720 milhoes não está embutido os juros do financiamento? Ou a renegociação acrescentou outras taxas?

    Paulinho: Os juros são variáveis, não fixos… a tendência, com o alongamento, é pagar mais

  5. tavares41 Says:

    Certo tem que utilizar a grana do Maior Bicheiro do Brasil a Caixa Economica Federal!!!!

  6. aldair321 Says:

    Qualquer pessoa com mais de dois neurônios percebe que o acordo foi positivo e que há motivos pra comemorar. Dentro do cenário existente, é obvio que o melhor é prorrogar o prazo, senão seria impossível gerir.

  7. Alan Cézar (@EUABSOLUTIS) Says:

    Os caras são mesmo fracos – para não falar outra coisa – em gestão.

    Por sorte, contratos podem ser revistos e renegociações podem ocorrer, mas que sejam feitos por gente que tenham mais que dois neurônios, capacidade administrativa e retidão.

    Os contratos com a construtora precisam ser revistos com urgência e uma auditoria feita por gente com mais que dois neurônios e expertise no assunto, não qualquer empresinha mequetrefe que nem auditar “buteco” de periferia tem condições.

    Espero que os homens sérios do Corinthians, consigam de alguma forma, ficar à frente da administração do clube e da Arena, pois este povinho que lá está é bem fraquinho!!!

    O importante é pagar os R$ 400 milhões ao BNDES sem comprometer as finanças do Corinthians. Nada de 100% das arrecadações, isso é lesivo ao clube, tem que rever esta negociação e TODOS os contratos assinados desde o início das obras.

  8. Teresinha Winter Says:

    Estavam contando que o Lula ir pagar a dívida, ou simplesmente fazê-la sumir. kkkkkkkkkkkkkkkk

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: