Anúncios

Salve o Corinthians ou salve os cartolas ?

rosenbergcamisa

Ontem, durante todo o dia, como contragolpe à negativa do presidente do Corinthians, Roberto “da Nova” Andrade, em aceitar a imposição de Andres Sanches em torna-lo um mandatário “The Walking Dead” (morto-vivo), o ex-vice do clube, Luis Paulo Rosenberg, um dos “notáveis” que o deputado queria reconduzir ao Parque São Jorge, concedeu entrevistas no intuíto de distorcer a verdade.

Para relembrar: Andres queria que Andrade pedisse seguidas licenças do cargo para que o vice, André Negão, tocasse o barco daí por diante, permitindo a volta aos cargos diretivos do Timão da mesma turma que iniciou o desastre administrativo ocasionador de pendências financeiras astronômicas, além dos descalabros administrativos nos departamentos de futebol profissional e amador, que deixaram dirigentes ricos e empresários também.

Rosenberg deixou claro, conforme o blog havia adiantado, que somente aceitaria o marketing se este estivesse vinculado à gestão do estádio.

Exaltou, ainda, a “capacidade administrativa” do ex-bicheiro André Negão (acusado de receber propina da Odebrecht), a “excelência” nas finanças de Raul Corrêa da Silva (que assinou todos os pagamentos de empresários e os contratos suspeitos do estádio), o “grande advogado” Sergio Alvarenga (que as delegacias conhecem bem) e a “honestidade” de Andres Sanches (cinco vezes indiciado criminalmente no STF).

Nos bastidores, soubemos, a ideia de juntar esse grupo novamente, que iniciou o caos no Parque São Jorge, teria partido de Raul Corrêa, para desespero daqueles que acreditaram em seus discursos recentes, que indicavam contrariedade aos procedimentos de Sanches.

Em resumo, em vez do objetivo ser o de “salvar” o Corinthians, essa gente, diante do desastroso quadro que se apresenta no clube, não apenas no presente, mas, principalmente pelo que parece estar por vir, quer mesmo é se desvincular de Roberto Andrade para, na sequencia, posicionarem-se como “salvadores da pátria” que os próprios ajudaram a arruinar.

Não há “Salve o Corinthians” e sim, “Salve os Cartolas”.

Por sorte, Roberto Andrade, ainda que tenha cometido deslizes que estão sendo apurados dentro do clube, resistiu e enfrentará o processo de imepachment, que, se vier a se consumar, em vez do golpe branco proposto pelo grupo de Andres Sanches, motivará novas eleições, no Conselho Deliberativo, com a possibilidade real de mudança.

Confira abaixo a fala de Luis Paulo Rosenberg, registrada em Ata oficial de reunião do CD do Corinthians, dizendo que o estádio em Itaquera custaria menos de R$ 335 milhões com capacidade para 50 mil pessoas:

rosenberg

Anúncios

3 Respostas to “Salve o Corinthians ou salve os cartolas ?”

  1. Jose Paulo Says:

    Mas foi Rosemberg o único a realmente alavancar o marketing do time…

  2. Renato Maia Says:

    “A meta é chegar na Libertadores em 2020” – Luis Paulo Rosenberg ex-dirigente da Portuguesa….

  3. Valério Pereira Says:

    Ouiví 2 entrevistas dele ontem nas rádios do grupo Bandeirantes. Achei muito indelicado. Talvez desesperado. Chamando os times adversários de Bambis, Porcos, entre outros desaforos. Um pau mandado mesmo

Deixe um comentário

Faça o login usando um destes métodos para comentar:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: