Osmar Stabile pede impeachment de Roberto Andrade no Corinthians

Roque Citadini e Osmar Stabile

Roque Citadini e Osmar Stabile

O conselheiro do Corinthians, Osmar Stabile, candidato a vice-presidente pela chapa oposicionista, encabeçada por Roque Citadini, nas últimas eleições alvinegras (que teve 43% dos votos), concedeu entrevista à TV Gazeta, em que, entre diversos assuntos, pediu o impeachment do presidente do clube, Roberto “da Nova” Andrade.

“esses dirigentes que estão hoje administrando (o Corinthians) não te condições de discutir, nem com a construtora (Odebrecht), nem com os parceiros do estádio… não tem condições de discutir porque não tem credibilidade…”

Falou também sobre as denúncias de fraudes cometidas pelo atual mandatário do Timão:

“são dois documentos… um dois dias antes e um outro documento com vinte e sete dias antes…”

Selecionamos abaixo (com a devida transcrição) o trecho que foi ao ar, na última sexta-feira, no programa “Gazeta Esportiva”, como chamada para outra atração da casa, o “Mesa Redonda”, oportunidade em que o restante do bate-papo seria exibido, mas, até o momento sem explicações da emissora, não foi.

Impeachment do Presidente do Corinthians

“esses dirigentes que estão hoje administrando (o Corinthians) não te condições de discutir, nem com a construtora (Odebrecht), nem com os parceiros do estádio… não tem condições de discutir porque não tem credibilidade…”

“acabou a credibilidade deste povo que está lá…”

“então nós precisamos discutir e o conselheiro tem que entender que está na hora das mudanças”

“nós temos notícias da imprensa, não sei se é verdade, mas a imprensa está noticiando até que tem dirigente do Corinthians envolvido na “Lava-Jato”… por que se envolveu ? Isso nós temos que levantar….nós temos que saber”

“já chegou a hora de alguém da diretoria, da atual gestão, ir lá no Conselho e dizer: ‘gente, não é nada disso’ ou ‘errei’… ‘se eu errei, pago pelo meu erro'”

Fraudes cometidas por Roberto Andrade

“são dois documentos… um dois dias antes e um outro documento com vinte e sete dias antes…”

“então, o que nós entendemos… nós queremos dar a oportunidade do Presidente se defender na Comissão de Ética e no Conselho…”

“porque veja só… não adianta a gente falar: ‘não vamos tomar providência nenhuma…’ a responsabilidade é do conselheiro… somos nós que estamos vendo o que está acontecendo, e se o Conselho não tomar providência ele vira omisso…”

“nós temos que levar na Comissão de Ética… ai ele (Roberto)( vai na Comissão de Ética e lá ele diz o seguinte: ‘eu não sou culpado por causa disso, disso e disso’…”

“tudo bem, vai para o Conselho, a Comissão de Ética vai dizer para o Conselho que o Presidente fez a defesa como deveria ser feito… o Conselho faz a análise e ele continua tocando a vida dele…”

“esse rito demora, no máximo, 45 dias… vamos entrar com uma representação na Comissão de Ética… ou melhor, no Conselho… o Conselho tem um período para mandar na Comissão de Ética… a Comissão de Ética tem um período para devolver ao Conselho e no Conselho vai ser marcada uma Eleição…”

“marcou a Eleição, eles, simplesmente… o Conselho concluiu que não tem culpa nenhuma… se ele (Roberto) conseguiu comprovar que não aconteceu nada… ele volta, o presidente vai trabalhar, toca a vida dele, e vai com vida nova… e para com esse negócio da imprensa estar jogando toda hora lá falando em “fraude”, envolvendo o nome do Corinthians em “fraudes”.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.