Conmebol muda estatuto para facilitar vida de Del Nero

feldman e del nero

Matéria da FOLHA, assinada pelo Editor Paulo Passos, demonstra a promiscuidade entre as direções de Conmebol e CBF, indicando que o discurso de combate à corrupção não passa de discurso armado para a imprensa.

Na prática, “um asno coça o outro”, diria famoso provérbio.

Dizia, até dias atrás, o Estatuto da Conmebol:

“A presença nas sessões será obrigatória e a ausência a três consecutivas ou cinco alternadas, sem causa justificada, poderá resultar na adoção de medidas disciplinares que o Comitê Executivo considera oportunas para corrigir a situação descrita.”

O texto mudou, segundo a FOLHA, a pedido de Del Nero, para:

“Em caso de ausência de algum dos membros, esses poderão designar a um integrante do seu comitê executivo ou conselho para que o substitua com voz, mas sem voto. Essa designação poderá realizar-se unicamente em duas reuniões por ano.”

Reinaldo Carneiro Bastos, atual mandatário da FPF, espécie de sucursal da Casa Bandida, já foi escolhido para representar o dirigente que não viaja por absoluto pavor do FBI.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.