Advertisements

Justiça nega “habeas-corpus” para acusado de chacina na “torcida” Pavilhão 9

pavilhão 9

O TJ-SP negou “habeas-corpus” para Rodney Dias dos Santos, um dos acusados de matar oito pessoas dentro da sede da facção criminosa “Pavilhão Nove”, que pratica o narcotráfico (segundo os autos), mas apresenta-se como torcida de futebol.

Vale lembrar que o ex-presidente do Corinthians, Andres Sanches, além de fundador é frequentador da “organizada”.

Alegou o impetrante que seus comparsas comunicaram-se antes do depoimento, que existiu quebra de sigilo no processo e que deveria ter participado da reconstituição do crime.

A Justiça entendeu não existir prova de constrangimento ilegal, e assim finalizou a sentença:

“No mais, verifica-se a presença dos requisitos da custódia cautelar, ante a gravidade em concreto do delito apurado, praticado com arma de fogo e contra oito vítimas fatais, em razão de suposta disputa por ponto de tráfico de entorpecentes e questões afetas à agremiação do Pavilhão Nove, sendo inviável a concessão de medidas cautelares alternativas, diante da afronta à ordem pública. Em face do quanto exposto, indefiro a liminar pleiteada.”

Vale lembrar que, desde ontem, a cidade de São Paulo está mais agradável após a prisão doutro marginal, o vulgo Tadeu dos Gaviões, que, apesar de ligação clara com facções criminosas, em nome das quais cometia diversos crimes (esteve preso em Oruro), frequentava os camarotes de partidas do Corinthians, em animada interação com seus principais dirigentes.

Advertisements

Facebook Comments

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: