Corinthians tenta introduzir cobrança de “Zona Azul” para associados em terreno que a Justiça devolveu à Prefeitura. Justiça impede

gobbi roberto duilio

Na última semana, a Justiça, em despacho, questionou a Prefeitura de São Paulo sobre as razões do órgão não ter se movimentado para retomar a área localizada em frente ao Parque São jorge, utilizada, indevidamente, há anos, como estacionamento pelo Corinthians.

A reintegração de Posse já está ordenada.

O Corinthians, num exagero da “cara de pau”, tentando evitar a devolução do terreno, resolveu repassar a conta dos vários anos de não pagamento de aluguel pelo terreno a seus associados.

Através do PA nº 2013-0.318.401-6, o clube pediu a Prefeitura que fosse instalado no local o sistema de Zona Azul, que seria cobrado dos carros estacionados pelos frequentadores do Parque São Jorge, em sua grande maioria, sócios.

Utilizou para tal argumento indireto de que a ação beneficiaria, também, as Faculdades nas cercanias.

O pedido, por razões óbvias, foi negado, embasado na ação referida que pede a retomada do imóvel para o poder público.

Facebook Comments
Advertisements

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.