Advertisements

Corinthians aumenta salário, diminui multa de Jadson, e não registra valor pago por Pato na CBF (com documento)

carlos leite

Na última semana, descobriu-se que os dirigentes do Corinthians, generosos, agraciaram os empresários de Jadson com 10% de comissão, mensais, sobre os valores do salário a ser recebido pelo atleta, mesmo sabedores de que o jogador já paga aos agente outros 10%.

Apenas para situar o leitor, apesar de Bruno Paiva assinar oficialmente como empresário do jogador, até as árvores do Parque São Jorge sabem da “ingerência” de Carlos Leite (foto) e do treinador Mano Menezes sobre o “produto”, aliás, convocado pela dupla em tempos de Seleção Brasileira, na Copa América.

Tivemos acesso, ontem, ao documento oficial da transação, entre FIFA E CBF, que demonstra, claramente, a boa vontade do clube para com os negociadores.

Jadson 1

O último salário de Jadson, registrado pelo São Paulo na CBF, foi de R$ 130 mil mensais, com a multa contratual estipulada em R$ 100 milhões.

Acordo assinado em 31/01/2012, que findaria no dia 31/12/2014.

Jadson 2

Fala-se que o clube do Morumbi pagava, de fato, R$ 250 mil mensais ao jogador, que podem ter sido complementados com os famosos “Direitos de Imagem”, ou mesmo, terem sido pagos à margem da Lei, sem conhecimento “oficial” de FIFA e CBF.

Em 13/02/2014, o Corinthians concluiu a negociação de Jadson, com contrato até 31/12/2015, envolvendo no negócio o empréstimo de Alexandre Pato, sem custo para o São Paulo, com o clube arcando com metade dos vencimentos, avaliados em R$ 400 mil (50% de R$ 800 mil).

Porém, o salário de Jadson, que o Tricolor não terá que pagar, apenas o Timão, saltou para R$ 300 mil mensais, acompanhada de uma estranha redução de multa, para R$ 15 milhões.

Na prática, aumentou-se os valores de referência para a remuneração dos empresários, ou seja, o salário, facilitando qualquer possível negociação, com a redução da multa, atitude que contraria os procedimentos naturais dos clubes, que é o de, proporcionalmente, equipar os salários aos direitos econômicos.

Até ontem, embora já treinando no São Paulo, Alexandre Pato permanecia vinculado, por contrato, ao Corinthians, com salário registrado na CBF de R$ 300 mil mensais (acrescidos de R$ 500 mil, por direito de imagem), e multa contratual de R$ 100 milhões, que o Timão, tudo indica, abriu mão de receber, além do notório prejuízo de R$ 40 milhões, pagos por apenas 60% dos direitos do atleta.

Embora seja estranho que, pelo documento registrado na CBF, não constem os valores da transação do Milan para o Timão, obrigatório, por Lei, apenas a indicação de rescisão do vínculo com a equipe italiana.

pato 1

pato 2

CONFIRA ABAIXO OS DOCUMENTOS OFICIAIS DE TRANSFERÊNCIA DE JADSON E ALEXANDRE PATO, REGISTRADOS NA CBF

TMS JADSON

TMS Pato

Advertisements

Facebook Comments

11 Responses to “Corinthians aumenta salário, diminui multa de Jadson, e não registra valor pago por Pato na CBF (com documento)”

  1. Carlos Santos Says:

    Paulinho, que coincidência mais maluca. Os dois são Rodrigues da Silva?

    Bom, mas é típico do Caixa Preta governamental realizar negociatas obscuras. Depois, alguns BOÇAIS ABSOLUTOS não admitem o motivo de uns prosperarem mais que os outros em gestão, patrimônio, títulos, reputação e repertorio internacional…

  2. anti_corru_PT_os Says:

    Curintias, gentileza pagar em dia os vencimentos de Alexandre Pato.

    O Tricolor Agradece.

  3. Lampião - Agora civilizado! Says:

    E a farra continua…

  4. Paulão da Fiel Says:

    Ja pensou prenderem o delegado por falcatruas,ai seria demais.

  5. Fred - SPFC, o único Tri-Mundial e Tri da Libertadores Says:

    Arapuca montada para um futuro roubo…..rs

    Assim é a vida de um ladrão de ………..

  6. Fred2 Says:

    Empresario de jogador, melhor que político. Este sofre com a Receita Federal, tem a vida vasculhada, é alvo de CPI e o kct.

    empresário, dirigente, e similares vivem na surdina, mocozados, ninguém sabe, ninguém viu, e o clube que se f….

    quero ver qdo a mamata do curica com o governo acabar.
    Uma hora acaba, tenha certeza

  7. kasparaitis Says:

    Paulinho, você deveria esfregar esses documentos na cara desse monte de “jornalistas” que cobriram ambas as transações passando pra população notícias falsas, uns por puro despreparo mesmo e outros… sabemos bem o porquê. como eu sei que são muitos, se quizer eu ajudo na empreitada.

  8. GUILHERME Says:

    Ngm controla nada no Corinthians ?? Não tem uma pessoa, um grupo, um departamento de “vai dar merda” que quando um negocio desses acontece, para, e da um breque nessa bandidagem ???

    Que zona esse clube !!

  9. ROBERTO MANDROVANNI Says:

    Vamos lá com nossas contas….

    R$ 300 mil para o Pato, R$ 300 mil em dois anos sem contar encargos trabalhista da um total de R$ 7.200.000,00 milhões

    Se a multa do Jadson é R$ 15 milhões, o Corinthians só tem direito a R$ 7.5 milhões, ou seja, 50%…

    Sendo assim se o Jadson for vendido amanhã seus valores serviram somente para o Corinthians bancar um jogador por dois anos no time rival.

    Se colocarmos encargos trabalhista, mais o aumento salarial do Jadson fica claro e notório que o Gobbi é o maior simpatizante do 5pfw que eu já vi na vida…

  10. Danilo dias Says:

    Palhaçada… futebol virou lavagem de dinheiro!!!! Acho incrivel pelo seguinte, como pode os jogadores de antigamente ganhava muito menos e tinha mais brilho e mais raça, hoje os caras ganha o dobro e nao vale bosta….muito dinheiro se traz mordomia…então não reclame se pato ta jogando ou não…ganha muito pra isso….não faz diferença depois no bolso deles…..

  11. francisco Junior Says:

    Olha todos estes presidentes de clubes só fazem negociatas, este GOBBI conseguiu quebrar o corinthians, deveria ter uma investigação do conselho lamentavel

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: