O Brasil pratica dois tipos de futebóis

tostão

(Trecho da coluna de TOSTÃO, na FOLHA)

“Hoje, há dois tipos de futebóis no Brasil, o da seleção atual, que incorporou a maneira de atuar dos grandes times da Europa nos últimos dez anos, e o fraco futebol, na média, praticado em nossos estádios.

Isso ocorre por causa da falta de grandes jogadores e de bons gramados, pelas condutas viciadas e ultrapassadas de vários treinadores e devido à ineficiência, negligência e fisiologismo da CBF, uma entidade privada, que vive quase somente para explorar, como um gigolô, a seleção, um patrimônio público.”

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Esta entrada foi publicada em Sem-categoria. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

10 respostas para O Brasil pratica dois tipos de futebóis

  1. PH TRICOLOR disse:

    Sábias palavras Tostão!

  2. Elder disse:

    Isto, sim, é poder de síntese!

  3. Léo disse:

    O futebol no Brasil tinha tudo pra ser tão grande quanto o Super Bowl nos EUA, se não fosse pelo fato de que aqui todos os envolvidos querem apenas o ganho próprio.

  4. Marco A. Martins disse:

    Isso se deve aos ignorantes q, usando como exemplo o Neymar, q muitos afirmavam q ele somente ganharia algo lá fora, e outros exemplos também. O futebol praticado aqui realmente é medieval, sem chances de ser empolgante, pois sempre acontece algo q denigre, como o caso do Brasileirão do ano passado; e outros anteriores também.

  5. Bizouro Kissuco disse:

    Um amigo meu que nasceu na Espanha e hoje mora aqui disse certa vez: não dá pra gostar do futebol de vcs, é muito parado e o gramado favorece isso.

  6. Luli disse:

    Tostão, o Mestre!

  7. Luiz disse:

    Perfeito !!!!

  8. Que Inveja! disse:

    ganhou o que esse cara?

  9. EU - ABSOLUTIS VERITAS disse:

    Belas palavras.

    Quando falo sobre CLUBE EMPRESA, é por conta desta subserviência dos clubes e seus dirigentes diante da CBF. Com clube empresa todos eles buscariam o melhor para eles. Só assim formariam uma liga, pois estariam pensando no todo (como uma FIESP).

    Não ficariam preocupados em “jogar para a torcida” e nem em ganhar eleições, entre outras e na vaidade.

    Empresa não quer perder dinheiro e dirigente de futebol, não se preocupa se o clube vai perder dinheiro ou não, afinal, o dinheiro perdido não é dele e também não respondem por isso.

  10. Apaz disse:

    Que Inveja! O que ele ganhou? Vários títulos nacionais e a Copa do mundo no México em 1970, só isso! Na época que se jogava bola, seu trouxa! Agora os seus Sócrates, Zicos, Cerezos, Falcões entre outros badalados, não ganharam merda nenhuma!!

Deixe uma resposta

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.