Advertisements

Anistia F.C.

vicente candido

EDITORIAL DA FOLHA

Prospera no Congresso mais uma tentativa de premiar os descalabros administrativos de entidades esportivas do país.

Sob o enganoso nome de Proforte – Programa de Fortalecimento dos Esportes Olímpicos, projeto em tramitação na Câmara pretende promover ampla anistia das dívidas fiscais e trabalhistas dos clubes de futebol –que se aproximam da casa dos R$ 4 bilhões.

Pela proposta, os clubes seriam perdoados em 90% do principal de seus compromissos pregressos com INSS, FGTS e Imposto de Renda. Os 10% restantes, acrescidos de juros e correções, poderiam ser quitados em 240 meses.

O projeto é de autoria de Vicente Cândido (PT-SP), vice-presidente da Federação Paulista de Futebol (FPF), e conta com a simpatia do ministro do Esporte, Aldo Rebelo.

Argumenta-se em favor da medida que a desejável mudança de patamar na gestão das entidades esportivas pressupõe o saneamento das dívidas, que em muitos casos se mostram impagáveis.

Em contrapartida, os clubes seriam obrigados a fornecer instalações e participar da formação de atletas em modalidades olímpicas.

Acena-se também com a possibilidade de sanções esportivas –os que não honrassem compromissos perderiam pontos ou seriam afastados de competições.

Não há dúvida de que algum tipo de refinanciamento de dívidas auxiliaria numa eventual transição dos clubes e federações para um modelo sustentável de gestão financeira. São escassos, porém, os indícios de um movimento consistente nessa direção.

Se alguns clubes começam a se destacar por novos padrões administrativos, a maioria segue em mãos de dirigentes amadores e antiquados, mais interessados em auferir vantagens que em adotar governança eficiente e responsável.

Não é demais lembrar que, nos últimos 15 anos, os clubes já foram contemplados, em vão, com três programas de refinanciamento de dívidas e uma loteria federal, a Timemania, que repassa um quinto dos recursos arrecadados para a quitação de dívidas.

Nova iniciativa nesse sentido só poderia ser considerada se tais entidades assumissem padrões empresariais de gestão, com responsabilização de seus dirigentes por desvios. Não são as dívidas as responsáveis pela incúria administrativa dos clubes –mas o contrário.

Advertisements

Facebook Comments

9 Responses to “Anistia F.C.”

  1. Fred - Corinthians Gaivotas Fiéis. A unica torcida Gay do Brasil. Ricky Martin cantará na abertura da Copa no Gaivotão...Assim as bixas piram!!! Says:

    Pão e circo para o povo brasileiro

    Vai sobrar mais dinheiro pra dirigente safado “Gaivotar”

  2. André Luiz Says:

    O problema não é só anistiar essa divida. É que mesmo com essa manobra,tem clubes que vão continuar mamando nas tetas do governo através de patrocínio,isenção de impostos,posse de terreno públicos…e assim vai.

  3. BizOuro KiSSucO Says:

    O passo seguinte do PT será criar o Proestadio, programa de anistia das dividas que todos os clubes tiverem com as suas novas arenas..he he he..ei, por onde anda a gatinha Helô?

  4. corruPToinassiodaciuva Says:

    Tinha que ser projeto de petista. Hummmmm maracutaia.

  5. Éricles Says:

    VERGONHA. BRASIL, País da impunidade e da corrupção.
    E viva a política romana do ¨Pão e Circo¨.
    Como diz a letra da música do Zé Ramalho : ¨Ehh vida de gado, povo marcado , povo feliz ¨)

  6. Osvaldo SEP Says:

    Se anistiar e obrigar a virar clube-empresa, com os dirigentes se responsabilizando por tudo, inclusive com seu patrimônio, eu estou de acordo, se não for assim sou contra

  7. Rafael Says:

    Querem legalizar o roubo praticado por todos os clubes “grandes” em detrimento do São Paulo FC e dos demais clubes bom pagadores. É a maior lavagem de dinheiro da história!

  8. EU - ABSOLUTIS VERITAS Says:

    Osvaldo SEP Disse:
    novembro 18, 2013 às 6:24 pm

    Com os políticos e os dirigentes que temos, isto ainda não será possível, mas é o único caminho.

    Torço, faz muitos anos.

  9. Rodrigo Says:

    Tomara que não seja aprovado porque seria mais uma vergonha para o nosso país. Se nós, pessoas comuns que temos muito menos condição do que clubes de futebol temos que pagar nossos ABUSIVOS impostos para serem ROUBADOS e não revertido para nossa educação, saúde, segurança etc.. por pseudopolíticos como os do mensalão os clubes também, até mais do que a gente, já que eles são muito beneficiados pelo governo com patrocínios generosos. Infelizmente a caixa econômica agora patrocina futebol ao invés de esportes menos prestigiados como os Olímpicos. Se bem que se arrecadar esse dinheiro dos clubes também não trará benefícios para sociedade já que os interesses do governo é ajudar pessoa como o fdp vendedor de sonhos Eike X Batista.

Deixe uma resposta


%d blogueiros gostam disto: