Advertisements
Anúncios

Justiça decide que comprador de cativa no Parque São Jorge ficará no prejuízo

parque são jorge

Na década de 90, o então presidente do Corinthians, Vicente Matheus, executou reforma no estádio do Parque São Jorge, para que o clube pudesse mandar lá suas partidas com menor apelo de público.

A iniciativa foi um sucesso, com vendas de cativas e estádio sempre lotado.

Até uma semi-final de Paulista, contra o Mogi-Mirim de Rivaldo, Leto e Valber chegou a ser jogada na Fazendinha.

Porém, assim que o dirigentre saiu do poder, o projeto foi abandonado, e os compradores de cadeiras prejudicados.

Um deles, o Sr. Vanderlei Frederico, comprador da cativa nº 9, no setor 5, letra H, tentando amenizar o prejuízo, financeiro e moral, ingressou com ação para transferir sua propriedade ao novo estádio que o Corinthians acredita ser dele, o “Fielzão”.

Porém, a Justiça não apenas negou o pedido, como indeferiu também a solicitação para eventual ressarcimento por danos morais e materiais.

Resta agora ao torcedor contar, ou não, com a boa vontade dos atuais dirigentes alvinegros em reconhecer o esforço financeiro de corinthianos que, na época da reforma do Parque São Jorge, contribuiram, e muito, quase sem receber nada em troca, para que a obra fosse finalizada.

Advertisements
Anúncios

Facebook Comments

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

×
Olá, seja bem vindo ao Blog do Paulinho ! Deixe aqui suas dúvidas, sugestões e denúncias. Todas as mensagens serão lidas
%d blogueiros gostam disto: